Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Fortaleza celebra terceiro título de Copa do NE em seis anos

Entenda projeto que levou o clube da série C, em 2017, até tornar-se referência regional e presença constante em competições internacionais...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Divulgação/Fortaleza

O Fortaleza conquistou a Copa do Nordeste mais uma vez, após vencer nos pênaltis o CRB por 5 a 4, neste domingo (9/6).  Como venceu na ida por 2 a 0, em casa, e perdeu na volta pelo mesmo placar, a decisão foi para as penalidades. Afinal, deu Leão. Dessa forma, pela terceira vez em seis anos, o clube ergue a taça de campeão do torneio. O primeiro  veio em 2019, ano em que a equipe retornou à Série A do Brasileirão.

Com a nova conquista, o Tricolor iguala os três títulos de Sport e Ceará. Atrás somente de Bahia e Vitória, ambos com quatro taças. Para o CEO da SAF do Fortaleza, Marcelo Paz, que comanda o clube desde 2017, o terceiro coroa o clube como referência regional:

“Há anos, trabalhamos para nos consolidar no futebol brasileiro. Esta nova conquista, em um curto período de tempo, é mais uma prova disso. Enfim, é um trabalho duro e que já rendeu alguns frutos, inclusive em âmbito nacional e internacional. Acredito que hoje somos referência no Nordeste e estamos felizes em ocupar esse posto. Isso é sinal que todo nosso esforço se reflete no campo e também fora dele”.

Raio X do Fortaleza desde 2017

Publicidade

Nos últimos anos, aliás, o Fortaleza ressurgiu no futebol nacional, para que pudesse alcançar protagonismo cada vez maior. Além dos títulos da Copa do NE, o clube também conquistou o campeonato cearense por cinco anos consecutivos, entre 2019 e 2023.

Nas demais competições, resultados significativos. Em 2021, fez a melhor campanha de sua história no Brasileiro ao garantir o quarto lugar e a vaga direta para a fase de grupos da Libertadores. Dessa forma, tornou-se a primeira equipe nordestina a se classificar para o torneio internacional pelo Brasileiro de pontos corridos. Ainda no mesmo ano, chegou nas semifinais da Copa do Brasil pela primeira vez.

Publicidade

Em 2022, chegou até as oitavas da Libertadores. No Brasileirão, garantiu a classificação para o principal torneio da América do Sul, tornando-se a primeira equipe do Nordeste a disputar a competição por dois anos consecutivos. Em 2023, apesar da eliminação nas fases prévias da Libertadores, garantiu vaga na Sul-Americana. Tornou-se o primeiro clube nordestino a alcançar a classificação para a final.

Fora de campo

Publicidade

Para conquistar essa mudança de patamar, o projeto do Leão do Pici incluiu melhorias desde a infraestrutura à saúde financeira do clube, e a ampliação das receitas. A partir de 2019, por exemplo, o Fortaleza executou as obras para transformar o antigo estádio Alcides Santos em um novo centro de excelência. O local, hoje, concentra todo o núcleo técnico do futebol do clube. Treinador da equipe por duas oportunidades entre 2018 e 2020, Rogério Ceni foi um dos personagens que teve participação fundamental na concepção do projeto.

Financeiramente, o clube também se reestruturou para colocar as contas em dia e registrar um salto de mais de 1.400% no faturamento anual, que era de R$ 24 milhões em 2017 e, em 2023 passou para os R$ 371 milhões. Enfim, o maior já registrado por uma equipe do Nordeste.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.