Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Formado no Corinthians, Ewerthon fala sobre o caso Rojas

Atacante, que atuou no Timão entre 1999 e 2001, acredita que paraguaio 'não entende a história do clube'

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians (Jogada 10)

O ex-atacante Ewerthon, formado no Corinthians e que se tornou ídolo do Borussia Dortmund, sendo inclusive autor do gol do título alemão em 2002, concedeu entrevista exclusiva ao SDA.

Ele falou sobre o atual momento de gestão do alvinegro paulista e opinou sobre o caso Matias Rojas, em que o ex-camisa 10 paraguaio abandonou o clube de forma unilateral e acionou a Fifa para pagamento de oito milhões de dólares. Isso após 30 jogos e apenas três assistências. De acordo com Ewerthon, os erros de gestão começaram há muito tempo.

“Isso não vem de agora. Um rombo financeiro dessa forma não se cria da noite para o dia. Vem de bastante tempo, sucessivos erros. Agora entrou uma nova gestão, com novas ideias. Mas muito ainda precisa ajustar para tudo fluir bem. Acredito que a saída do Paulista foi boa, inclusive, pois assim o novo treinador terá tempo de trabalhar. Tem muitos jogadores novos e uma mini pré-temporada vai ajudar bastante o treinador a implementar seu modelo de jogo”, disse.

Em relação especificamente ao caso de Matias Rojas, Ewerthon aponta a responsabilidade maior para o clube do que o jogador.

Publicidade

LEIA MAIS: Coronado briga por espaço após lesão e apenas 22 minutos em campo

“O contrato foi feito por alguém. Acabou não sendo bom para a parte contratada e para o clube. Não dá para julgar o jogador, ele é de outra nacionalidade e não sabe da história do clube, o que é o Corinthians. Todo o trabalhador que trabalha precisa ter o seu salário em dia. Quando não funciona dessa forma, errado está o clube. O jogador não entende a história do clube, é claro que vai pensar só nele. Está reivindicando o direito dele, o clube por meio do contrato que foi feito deu margem para isso. No Brasil temos a mania de inverter as coisas, as obrigações precisam ser cumpridas”, opinou.

Publicidade

Ainda acompanha o Corinthians?

O ex-atleta afirma que ainda acompanha o Corinthians, mas se mantém distante do dia a dia do clube.

“Acompanho bastante, vejo os jogos. Acabo sempre fazendo comentários, vemos de uma forma diferente por já conhecer o outro lado. Analiso com mais razão do que paixão. Mas não frequento mais o clube, minha fase como jogador já passou faz vários anos e não tem muito motivo para estar lá”, finalizou.

Publicidade

Revelado pelo Corinthians em 1999, Ewerthon anotou 21 gols em 69 jogos disputados. Ele foi bicampeão paulista (1999 e 2001) e campeão brasileiro (1999) pelo clube.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.