Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Fluminense acumula lutas contra o rebaixamento após conquistas; entenda

Time tem fraco desempenho oito meses depois do título da Libertadores, algo semelhante a 2013, ano seguinte ao tetra brasileiro

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


- Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Oito meses depois da conquista da Libertadores, no Maracanã, o Fluminense está afundado na lanterna do Campeonato Brasileiro. O time soma 7 pontos em quinze rodadas, tendo como único momento de brilho no ano: o título da Recopa Sul-Americana, em fevereiro. Assim, repete outras lutas contra o rebaixamento logo após erguer taças na história recente do clube.

Onze anos atrás, algo semelhante ocorreu com o Tricolor na competição nacional. Em 2012, a equipe erguia a taça do tetra, com uma campanha irretocável, sob a batuta do técnico Abel Braga. No entanto, não conseguiu se manter forte no ano seguinte e por pouco não foi rebaixado. Na ocasião, teve o famoso “Caso Héverton e André Santos”, que tirou pontos da Portuguesa (rebaixada) e do Flamengo.

O Fluminense ergueu a taça do Campeonato Carioca em 2002 e no ano seguinte lutou contra uma possível queda em 2003, no primeiro Brasileirão de pontos corridos. Naquela época, terminou com 52 pontos, na 19ª colocação, em um campeonato disputado por 24 clubes. O time bateu o Juventude por 1 a 0 diante de mais de 32 mil torcedores, no Maracanã, com gol de Marcelo.

Publicidade

Algo que se repetiu em 2006, visto que o time também tinha conquistado o Estadual no ano anterior. Já com 20 clubes na primeira divisão, a equipe carioca encerrou sua participação com 45 pontos, na 15ª colocação. O triunfo, de virada, por 2 a 1 sobre o Santa Cruz, no Arruda, sacramentou a permanência, que teve a contribuição da derrota da Ponte Preta. Gols de Claudio Pitbull e André Moritz.

Outras campanhas

Publicidade

Com Thiago Silva no time, o Tricolor conquistou, de forma inédita, a Copa do Brasil em 2007. Contudo, para quem esperava um time mais forte no Brasileirão de 2008, ainda mais com o vice da Libertadores, enganou-se. Aquele elenco lutou bravamente até o fim contra o rebaixamento até o fim e se salvou com gol de Tartá diante do campeão São Paulo, no Morumbis. A luta se repetiu no ano seguinte, com a arrancada salvadora do “time de guerreiros”.

As únicas vezes (recentes) em que a equipe carioca conquistou um título e conseguiu seguir forte na temporada seguinte foram em 2011 e 2023. Após o tri brasileiro de 2010, no comando de Muricy Ramalho, o Flu não lutou na parte de baixo da tabela no ano seguinte. Na verdade, brigou por uma vaga na Libertadores e ficou com a terceira colocação.

Publicidade

Além disso, depois da conquista do Carioca em 2022, o Fluminense teve uma das melhores temporadas de sua história. No ano passado, sob o comando de Fernando Diniz, ergueu a tão sonhada taça da Libertadores, assim como repetiu o título estadual. No Brasileirão, o time oscilou por priorizar o torneio continental e pensar no Mundial, mas ficou em sétimo.

Nesta temporada, o elenco principal iniciou a pré-temporada mais tarde que os adversários. Afinal, no dia 22 de dezembro, o grupo de jogadores estava na Arábia Saudita enfrentando o Manchester City, na decisão do Mundial de Clubes. A equipe sofreu com lesões e problemas físicos, assim como não consegue apresentar um bom futebol desde que iniciou 2024 e teve que trocar de treinador.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.