Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Fluminense abre ótima vantagem em cima do Olimpia

Tricolor massacra os paraguaios e placar de 2 a 0 ficou bem barato. Agora, pode perder por um gol na volta que avançará à semi da Libertadores...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Jogada10
Jogada10

O Fluminense massacrou o retrancado Olímpia na noite desta quinta-feira (24/8) no Maracanã, pelas quartas de final da Libertadores (ida). Merecia bem mais do que o magro 2 a 0, gols de André e de Cano, um em cada tempo. Mas o que interessa é que venceu. Dessa forma, fez a festa dos mais de 64 mil torcedores que comandaram bela festa no estádio. Enfim, o melhor: vai para a volta, em Assunção, com a vantagem de perder por até um gol que irá para a semifinal.

Veja aqui os jogos da Libertadores-2023

O vencedor deste mata-mata enfrentará na semifinal Bolívar/BOL ou Internacional (na ida, em La Paz, o Inter venceu por 1 a 0)

Fluminense massacra e André marca!

Nos primeiros 45 minutos, o que o torcedor viu foi um duelo de ataque contra defesa. O Tricolor alugou a intermediária de ataque, mas o Olimpia, fechado, tentava anular espaços. Assim, as principais jogadas vieram em chuveirinhos ou lances individuais de Keno (pela esquerda) ou Árias, pelo dois flancos. Foram duas boas chances – Cano e Samuel Xavier – até que, aos 44, após troca de passes pela esquerda que passou por Keno e Cano, André chutou de fora da área. A bola bateu em Gamarra e matou o goleiro Espínola. Flu furava o ferrolho. E foi para o intervalo com justa vantagem para um time que teve sete finalizações e 79 % de posse e só sofreu um susto, Cardozo, para fora.

Publicidade

Cano deixa o dele na etapa final

O panorama não mudou na etapa final. Só deu Fluminense. E de tanto martelar perto da área, veio o segundo gol, aos 14. Keno recebeu de Ganso e fez um carnaval pela esquerda. Dessa forma, passou pela marcação e cruzou. Na confusão, John Kennedy tentou uma bicicleta, rechaçada, mas a bola ficou com Martinelli, que tocou para Cano bater de virada. Belo tento. Nem assim o Olimpia foi à frente. Tinha medo de levar uma goleada. Keno, o melhor em campo, quase fez um golaço de fora da área. Cano tentou. Mas ficou mesmo no 2 a 0.

FLUMINENSE 2×0 OLIMPIA-PAR

Jogo de ida das oitavas de final da Libertadores

Publicidade

Data: 24/8/2023

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Público presente: 64.047

Público pagante: 58.672

Renda: R$ 4.964.185

FLUMINENSE: Fábio; Samuel Xavier (Guga, 44’/2ºT), Nino, Felipe Melo (Martinelli, 9’/2ºT) e Diogo Barbosa; André, Ganso (Alexsander, 31’/2ºT) e John Kennedy (Lelê, 42’2ºT); Keno, Arias (Leo Fernández, 31’/2ºT) e Cano. Técnico: Fernando Diniz.

OLIMPIA: Espínola; Alejandro Silva(Salazar, 36’/2ºT), Romaña, Matteo Gamarra e Zabala; Ortiz, Martínez (Quintana, 25’/2ºT) e Iván Torres (Marcos Gomez, 9’/2ºT) e Fernando Cardozo; Walter González (Paiva, 9’/2ºT) e Hugo Hernández (Derlis Gonzáles, 36’/2ºT). Técnico: Francisco Arce.

Gols: André, 43’/1ºT (1-0); Cani, 14’/2ºT (2-0)

Árbitro: Andrés Matonte (URU)

Auxiliares: Nicolas Tarán (URU) e Martin Soppi (URU).

VAR: Andrés Cunha (URU)

Cartões amarelos: John Kennedy, Nino, Lelê (FLU); Walter González, Cardoso, Gamarra (OLI)

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.

<