Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Flamengo se posiciona contra a paralisação do Brasileiro

Diretor executivo do clube, Bruno Spindell diz que clubes podem ajudar mais o Rio Grande do Sul mantendo o campeonato em disputa

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Depois da vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians, no último sábado (11), pela sexta rodada do Brasileirão, no Maracanã, o Flamengo expressou sua oposição à paralisação do futebol devido às enchentes devastadoras que ocorreram no Rio Grande do Sul. O diretor de futebol do clube carioca, Bruno Spindel, foi porta-voz da diretoria rubro-negra sobre o assunto.

Sendo assim, Bruno afirmou que o Flamengo está buscando maneiras de ajudar as vítimas da região. Além disso, destacou que a continuidade das atividades futebolísticas permite que os clubes arrecadem mais recursos para auxiliar aqueles que estão em situação de necessidade.

“Em primeiro lugar, queremos expressar nossa solidariedade a todas as pessoas do Rio Grande do Sul neste momento difícil, diante desta tragédia e catástrofe. O aspecto humano está acima de tudo, priorizando a saúde, vidas e famílias que estão enfrentando dificuldades lá. Temos amigos e até membros do clube com familiares na região, e o Flamengo tem se empenhado em diversas ações, além de demonstrar solidariedade, para ajudar o povo do Rio Grande do Sul. Como cidadãos, estamos comprometidos em ajudar no que for possível”, explicou. Em seguida, complementou.

Publicidade

Flamengo realizou ação neste sábado

“O clube já realizou várias ações, inclusive hoje fizemos uma contribuição através do PIX da Ação da Cidadania para auxiliar, e continuaremos a fazer nossa parte. Também nos colocamos à disposição dos clubes coirmãos Inter, Grêmio e Juventude. Sabemos que Inter e Grêmio, em particular, estão enfrentando momentos difíceis. Estamos solidários e disponibilizamos nosso centro de treinamento para que possam utilizá-lo, além de outras iniciativas que estamos discutindo. Acreditamos que ao mantermos nossas atividades em funcionamento, podemos contribuir ainda mais. Se pararmos, existem muitas outras áreas no Brasil que não foram interrompidas. Todos estão tentando ajudar da melhor forma possível”.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.