Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Flamengo dá resposta a agressor de Pedro: Pablo Fernández é demitido

Jogadores pressionaram: não treinariam se preparador físico Pablo Fernández continuasse no clube

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Jogada10
Jogada10 Jogada10

O Flamengo demitiu Pablo Fernández, que deu um soco no atacante Pedro durante uma discussão. O preparador físico é uma figura de destaque na equipe de Jorge Sampaoli e, por isso, a diretoria do Rubro-Negro vai se reunir com o treinador para chegar a uma decisão sobre a permanência (ou não) do argentino no comando do time. Após o episódio, Sampaoli disse que não dormiu pensando em como ajudar o atacante e Pablo Fernández. E afirmou que a conversa seria a solução.

A agressão ocorreu no vestiário da Arena Independência, em Belo Horizonte, depois que o Flamengo derrotou o Atlético-MG por 2 a 1 neste sábado (29/7). Desde então, o clima era tenso no clube e a tal conversa proposta por Sampaoli não estava em cogitação: os jogadores, em apoio a Pedro, pediram a cabeça de Fernández e ameaçaram não treinar se o preparador não fosse demitido. Tanto Pablo como Pedro permaneceram em Minas Gerais por causa da denúncia que o atleta registrou na delegacia. Pablo teve que prestar depoimento e Pedro fez exame de corpo de delito.

No Boletim de Ocorrência, o atacante do Flamengo relatou três tapas na cara. O laudo apontou ferimento na boca.

Preparador divulga nota de desculpas

Pablo Fernández chegou ao Rio na manhã deste domingo e não quis falar com a imprensa. Ele preferiu divulgar uma nota pedindo desculpas.

Publicidade

“Eu poderia começar essas palavras de mil maneiras, mas a única que realmente faz sentido é pedir desculpas. Ao Pedro, aos colegas, aos trabalhadores e ao Flamengo”, ele disse.

E continuou:

Publicidade

“Entrei no vestiário muito chateado, querendo resolver logo a situação e fiz errado. Foi planejado que hoje seria um dia de folga. É uma pena, porque eu gostaria de poder, primeiro, falar sobre isso pessoalmente com todos os funcionários do clube. Senti-me muito magoado com uma situação e reagi da pior forma. Estive pensando sobre o que aconteceu por horas e gostaria de poder voltar no tempo. Mas não se pode. O que existe é o presente e o futuro. Isso é pedir perdão e tentar novamente. Todas as vezes que for necessário. Lamento e gostaria de corrigir”.

Fernández alegou que , no futebol, há situações que levam a muito nervosismo.

Publicidade

“A alta competição geralmente tem coisas que nos fazem mal. Situações de alto estresse que nos fazem reagir e pensar mal. Não pretendo situar esse contexto como uma desculpa, mas como uma explicação. Definitivamente, se eu tivesse divergências com o Pedro deveria tê-las resolvido em outro momento e de outra forma. Vou tentar fazer isso acontecer. Vou trabalhar para mudar e ser melhor.”

Com a decisão do Flamengo, Fernández terá que buscar outro lugar para ‘mudar e ser melhor’.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.