Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Ex-Internacional encerra temporada em alta na Sérvia

Vini Mello se juntou ao FK Cukaricki no final de janeiro deste ano após rescindir contrato com o Charlotte FC, dos Estados Unidos

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Divulgação/FK Cukaricki

O Campeonato Sérvio 2023/24 chegou ao fim com o 35º título do Estrela Vermelha, sendo o sétimo consecutivo. Enquanto no elenco campeão não tem nenhum brasileiro, os ‘brazucas’ dominaram a artilharia da liga. Matheus Saldanha foi o principal artilheiro, com 17 gols, e Vinicius Mello, que chegou já no segundo turno, foi o artilheiro do ‘Championship Round’, com cinco bolas na rede. Formado nas categorias de base do Internacional, Vini Mello se juntou ao FK Cukaricki no final de janeiro deste ano após rescindir contrato com o Charlotte FC, dos Estados Unidos. Dessa maneira, o jogador disputou 13 partidas na Superliga Sérvia, sendo nove como titular, e se consolidou como uma das peças-chave do time que terminou na sexta colocação.

“Acho que tomei uma boa decisão ao rescindir com o Charlotte e ir para a Sérvia. Precisava voltar a jogar e me sentir novamente feliz jogando futebol, e encontrei isso lá”, disse o brasileiro.

Durante o Campeonato Sérvio, o jovem de 21 anos marcou seis gols e deu uma assistência. Além disso, suas atuações na reta final do campeonato lhe renderam o prêmio de melhor jogador da liga no mês de abril.

“A sequência de jogos e as oportunidades que tive era algo que eu buscava há muito tempo e ainda não tinha recebido no profissional. Isso me fez retomar a confiança e me sentir à vontade aqui. Terminei a temporada muito bem e isso foi fruto de muito trabalho, vou continuar nesse caminho para conquistar números cada vez melhores”, relatou o atacante.

Publicidade

Ex-Internacional também se destaca em outras estatísticas

Publicidade

Além dos gols, Vini Mello também se destacou em outros aspectos. Isto porque o brasileiro terminou no top 5 entre os atletas sub-23 em três estatísticas: passes decisivos a cada 90 minutos (0.9), faltas sofridas a cada 90 minutos (2.94) e gols a cada 90 minutos (0.68).

Para o atacante, o maior aprendizado que ficou dessa temporada é estar sempre preparado para quando a oportunidade aparecer.

Publicidade

“Eu aprendi e vou levar isso comigo para sempre, de estar sempre preparado para quando a oportunidade vir estar pronto para aproveitar”, finalizou o ex-Internacional.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.