Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Estudiantes amassa Barcelona e enfrenta o Goiás nas oitavas da Sul-Americana

De maneira impositiva, o Estudiantes avançou para as oitavas de final da Sul-Americana ao golear por 4 a 0 o Barcelona de Guayaquil...

Jogada 10|

Jogada10
Jogada10 Jogada10

De maneira impositiva, o Estudiantes avançou para as oitavas de final da Sul-Americana ao golear por 4 a 0 o Barcelona de Guayaquil, nesta terça-feira (18), no Estádio UNO. Com o marcador onde o uruguaio Mauro Méndez teve considerável participação (dois tentos e uma assistência), a equipe de La Plata enfrenta, na próxima fase, o Goiás.

Exercendo pressão na busca para tirar a desvantagem o quanto antes, foi através da bola aérea que o clube argentino inaugurou a contagem com somente cinco minutos por intermédio de Mauro Méndez. Após cobrança de escanteio vinda do lado direito do ataque que pingou dentro da área, o centroavante uruguaio bateu firme, de primeira, sem possibilidade de defesa para Javier Burrai.

Enquanto o Pincharrata seguia sustentando maior posse de bola e ’empurrando’ seu adversário para o plano defensivo, a possibilidade do Barce usar os contra-ataques não se concretizava ao passo que, na hora de dar agilidade a transição, os equatorianos não conseguiam concatenar as linhas de passe, desperdiçando os poucos espaços conseguidos. Com isso, a frequência ofensiva da equipe de La Plata foi premiada aos 20 minutos quando Leonardo Godoy mostrou categoria para cruzar com efeito para a grande área. Na bola rápida, Méndez desviou de cabeça e marcou o segundo do Estudiantes para fazer explodir o torcedor presente no Estádio UNO.

Em momentos pontuais, os Toreros bem que tentavam subir as linhas de marcação e aumentar a capacidade de levar perigo a defensiva argentina, mas nada em volume para dar indícios de reabilitação, pelo contrário. Aos 38, Benjamín Rollheiser recebeu bola na entrada da grande área, limpou seu marcador e bateu com extrema categoria usando a perna esquerda, fugindo do alcance de Burrai. 3 a 0 Estudiantes, ainda na primeira etapa.

Publicidade

Após o retorno do intervalo, bastaram quatro minutos para a equipe anfitriã transformar sua folgada vantagem em uma indiscutível goleada. Em tabela entre Mauro Méndez e Franco Zapiola, o atacante teve liberdade para cruzar rasteiro e Guido Carrillo teve apenas o trabalho de empurrar para as redes.

Com o marcador constituído, além de fazer substituições para poupar algumas de suas principais peças como Carrillo e Mauro Méndez, o ritmo da equipe argentina naturalmente apresentou decréscimo onde os avanços eram mais ‘dosados’, servindo também como administração do resultado.

Publicidade

Por outro lado, a equipe que promovia a estreia de Diego López no banco de reservas ao lado do até então interino, Segundo Castillo, até apresentou mudança de peças, mas nenhuma modificação no sentido de postura e capacidade de criação. Com isso, o marcador não mais sofreu alterações até o último apito do árbitro brasileiro Wilton Pereira Sampaio.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.