Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Em noite memorável, Pereira celebra vaga na Copa do Imperador

Zagueiro Pereira atinge marca importante e é um dos destaques da partida que deixa a equipe japonesa viva no torneio

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Divulgação/Oita Trinita

Uma noite mágica para o zagueiro brasileira Pereira no Japão. Na última quarta-feira (10),o defensor entrou em campo pela centésima vez com a camisa do Oita Trinita para enfrentar o Kawasaki Frontale, pela Copa do Imperador, e comemorou, além da marca pessoal atingida, a classificação da equipe após vitória por 3 a 1.

No Japão desde 2021, Pereira chegou ao 100º jogo pelo Oita Trinita e já marcou nove gols. Nesta temporada, são 16 partidas e uma das principais peças da equipe. A partida contra o Kawasaki Frontale colocou frente à frente equipes de divisões diferentes.

Enquanto o Oita está na J-League 2, o adversário é da elite japonesa, mas não foi o que se mostrou em campo. Após um primeiro tempo sem gols, o Oita balançou as redes três vezes, sendo uma delas em pênalti sofrido por Pereira. O atacante Erison, ex-São Paulo e Botafogo, descontou para o Frontale. Pereira comemorou a classificação e a marca atingida pela equipe japonesa.

“Sem dúvidas essa é uma das melhores noites da minha vida, daquelas que ficarão gravadas na memória. Cheguei ao Japão há alguns anos e meu carinho pela cidade e pela torcida do Oita são enormes, então completar 100 jogos pela equipe é especial demais. E, principalmente, poder comemorar essa marca junto com a classificação da equipe na Copa. A gente sabia que seria um jogo difícil, contra um time da elite, muito qualificado, mas entregamos tudo em campo e conseguimos sair com essa vaga na próxima fase”, afirmou Pereira.

Publicidade

O Oita Trinita volta a campo no próximo domingo (14/07), às 7h (horário de Brasília), para enfrentar o Shimizu S-Pulse, pela J-League 2.

Sobre Pereira

Publicidade

Natural do Rio de Janeiro, começou aos 10 anos no Esporte Clube Cocota, da ilha do Governador. Depois, foi para a base do Botafogo, onde ficou dos 11 aos 14 anos. Em 2014, com 17 anos, foi para as categorias de base do Figueirense. Três anos depois, subiu para o profissional e ficou até novembro de 2020, quando se transferiu para o Atlético Goianiense. Em março de 2021, acertou sua ida para o Oita Trinità, do Japão.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.