Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Elenco do Botafogo propõe que parte das premiações vá para categoria de base

Iniciativa dos jogadores do Alvinegro visa auxiliar no desenvolvimento social dos jovens atletas das categorias inferiores

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Vitor Silva/Botafogo (Vitor_Silva)

O Botafogo e outros grandes clubes do futebol brasileiro promovem atitudes para conscientização de seus atletas da base já há alguns anos. Exatamente para ajudar no progresso social dos jovens, principalmente na formação como cidadãos.

Assim, o elenco profissional do Glorioso decidiu apoiar tal empreitada do clube. Isso porque eles enviaram um documento assinado pelos capitães do grupo e entregue à diretoria. O plantel propõe destinar parte das premiações ao programa de âmbito social.

O primeiro movimento neste cenário já ocorreu na última segunda-feira (3), com práticas de conscientização sobre abuso sexual, no Estádio Nilton Santos. Estiveram presentes jogadores da base e responsáveis pelos times do sub-11 até o sub-14.

Publicidade

A atividade se classificou como um debate sobre abuso e exploração sexual da criança e do adolescente. O clube, aliás, aproveitou que 18 de maio representa o Dia Nacional  de combate a esse problema. Assim, o evento contou com duas palestras de membros do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Mangaratiba. Marluce Lopes e Eduardo Bonfim representaram a instituição e conversaram sobre assuntos como sinais comportamentais da criança, estados de alerta e formas de agir em casos de abusos.

Profissionais do Botafogo detalham o projeto

Publicidade

O ex-jogador Joel Carli, que atualmente é coordenador de futebol do Botafogo e um dos criadores do programa, se aprofundou sobre a decisão do time principal.

“Essa foi a nossa primeira palestra. Estou representando a nossa equipe principal, nosso elenco. Através deles se iniciou uma ideia que integra, une e pensa na parte humana dos nossos atletas da base. Essa ideia passa por uma boa ação sobre algumas premiações que a nossa equipe principal recebe e de um percentual que vai ser destinado para esse tipo de ação”, comentou o dirigente.

Publicidade

“Não sei em quantos clubes do futebol do mundo acontece isso, mas eu como botafoguense sinto muito orgulho do nosso grupo de atletas por iniciar esse projeto. Estamos aqui compartilhando com as nossas categorias de base, do Sub-11 ao Sub-14, uma palestra sobre assédio sexual e que vai ser a primeira de muitas”, complementou.

Em seguida, a assistente social do Alvinegro, Maristela Eleutério, reconheceu o impacto dessa movimentação para o clube. Ela também frisou a importância dessas palestras.

“Esse tipo de ação dentro do futebol vem sendo desenvolvido, não só pelo departamento social, mas por todos aqueles departamentos que tem a preocupação em desenvolver, não somente o atleta, mas também o cidadão. Nada como também reunir os pais e todos aqueles que são envolvidos no processo de formação dos nossos atletas. Foi muito esclarecedor. Agradecemos muito aos palestrantes que aqui estiveram. Vamos continuar com outras ações como essa abordando temas relevantes na construção do nosso atleta cidadão”, esclareceu a profissional.

Próximo compromisso

O time profissional do Botafogo aproveita período livre de treinos para se preparar para seu próximo compromisso. Afinal, o Glorioso volta a campo para enfrentar o Fluminense, na próxima terça-feira (11), às 20h, no Nilton Santos. O clássico será válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.