Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Edenilson fala sobre desafio e revela: ‘Sempre simpatizei com o Grêmio’

Regularizado, jogador teve longa passagem com a camisa do Internacional, mas, agora, ressalta ser 'o grande desafio de sua carreira...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

- Foto: Reprodução Youtube canal Grêmio FBPA

A rivalidade Gre-Nal teve um novo episódio nos últimos dias. Afinal, o meio-campista Edenilson foi confirmado como reforço do Grêmio, após uma passagem de quase cinco anos pelo Internacional. Em suas primeiras declarações, o jogador contou que o pai tinha preferência pelo Tricolor gaúcho e que sempre “simpatizou” com o atual clube.

“Meu pai sempre simpatizou mais com o Grêmio. Ele veio de São Paulo, mas o time que mais simpatizou aqui foi o Grêmio. Os filhos seguem o pai. Sempre simpatizei muito com o Grêmio, depois tive uma história de jogar no rival. Mas sou atleta profissional. Estou aqui para defender as cores do Grêmio. Estou muito entusiasmado, essa noite foi até difícil de dormir. É o grande desafio da minha carreira”, disse Edenilson em entrevista para a Grêmio TV.

Com a camisa do Colorado, o meio-campista atuou entre 2017 e 2022 antes de se transferir para o Atlético-MG. Nesse sentido, ao todo, foram 306 partidas, com 48 gols e 32 assistências.

Publicidade

Reforço regularizado

O jogador já está regularizado e recuperado de uma luxação no cotovelo esquerdo. No entanto, o meia não fez nenhum treino com os companheiros e não deve atuar neste sábado contra o lanterna Cuiabá, pelo Campeonato Brasileiro.

Publicidade

“Estou pronto, estava treinando. Tive uma luxação no começo do mês. Acredito que esteja liberado, estava treinando. Vou continuar fazer tratamento aqui para estar em contato com os médicos e já estar podendo ajudar”, analisou, antes de falar sobre a torcida de seu novo clube:

“Por mais incrível que pareça, parece que sempre teve uma ligação. A torcida do Grêmio sempre foi receptiva comigo, carinhosa. Sempre falaram “vem para o Grêmio, me servia no Grêmio”. Isso me motivou um pouco, sabia que teria essa parte de recepção, mas tudo é no campo. Esse carinho se ganha no campo”, concluiu.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.

<