Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Dorival critica arbitragem após empate contra o Flamengo

Treinador vê erros em sequência contra o São Paulo e projeta duelo contra o Corinthians, pela Copa do Brasil

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Jogada10
Jogada10

O São Paulo ficou no empate com o Flamengo em 1 a 1 neste domingo (13), no Maracanã, pela 19° rodada do Campeonato Brasileiro. Contudo, o Tricolor Paulista saiu na bronca com a arbitragem, por conta do pênalti marcado para o Rubro-Negro. O time comandado por Dorival Júnior reclama da linha traçada pelo VAR, que mostra o atacante Luiz Araújo em condição duvidosa.

Em coletiva após a partida, o técnico Dorival Júnior evitou falar do lance em si, mas criticou os recorrentes erros, segundo ele, contra o São Paulo. Para o treinador, sua equipe poderia estar melhor na tabela,

“O pênalti não vou falar, porque infelizmente temos deixado muitos pontos ao longo da competição, e talvez nem seja o pênalti o fator principal, mas a condução, que para mim é o que vem acontecendo e prejudicando o que a equipe vem produzindo. Se não fosse assim, talvez nós poderíamos ter tido uns oito ou nove pontos a mais do que temos nesse momento”, falou o treinador.

Dorival explica time reserva contra o Flamengo

Além disso, o treinador também explicou sua decisão de poupar seus principais jogadores contra o Flamengo. Nesta quarta-feira (16), o São Paulo encara o Corinthians, pelo jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil, precisando inverter uma derrota sofrida por 2 a 1 na ida.

Publicidade

“Teremos um compromisso dificílimo contra o Corinthians, eu não tinha como fazer diferente. São Paulo e Corinthians são as únicas equipes que estão em três competições, assim como o Flamengo ano passado. Aí eu fui cobrado ano passado (no Flamengo) quando voltamos de uma viagem depois de jogar contra o Athletico-PR, depois contra o Palmeiras, coloquei os jogadores e fui bombardeado. É muito desgaste”, disse Dorival, que prosseguiu.

“Eu sempre posiciono a diretoria do clube para não ter divergência para fluir naturalmente e que todos pensem naturalmente. É uma decisão que precisa ser compartilhada, com conhecimento da diretoria. Fiz e não me arrependo, porque os jogadores da quarta-feira estarão mais descansados e poderemos prepará-los para um jogo tão difícil. Encarar o Corinthians sempre é um momento único, e uma oportunidade como essa”, concluiu o técnico.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.