Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Dirigente do São Paulo pode pegar até 270 dias de suspensão

Confusão em São Paulo x Palmeiras pode valer longa punição a Carlos Belmonte, diretor de futebol tricolor; jogadores também são denunciados...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Reprodução/Facebook Watch
Foto: Reprodução/Facebook Watch Foto: Reprodução/Facebook Watch (Jogada 10)

O diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, poderá pegar uma suspensão de até 270 dias. A Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP) denunciou o dirigente por conta da confusão no clássico do último domingo (3), contra o Palmeiras. O gancho seria a pena máxima para dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que Belmonte teria infringido.

De acordo com a denúncia da Procuradoria, Carlos Belmonte infringiu os artigos 243-F (ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto) e 258, (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras). O dirigente chamou Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, de ‘português de m.’.

Mas o dirigente não foi a única figura do São Paulo a ser alvo de denúncias. Assim como Belmonte, o texto cita o lateral-direito Rafinha, o meia Welington Rato, o atacante Calleri e o auxiliar-técnico Estéphano Kiremitdjian Neto. Assim como eles, também há citações ao presidente Julio Casares e ao diretor adjunto Fernando Bracalle Ambrogi.

Os jogadores podem pegar pena de um a seis jogos de suspensão. Embora ainda não haja data marcada para o julgamento, a tendência é de que ele ocorra na próxima semana. Se punidos, Rafinha, Rato e Calleri podem desfalcar o Tricolor no mata-mata do Paulistão, caso a equipe confirme sua classificação no fim de semana.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.