Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Diretor afirma que Mosquito e Arthur Souza não jogam mais pelo Corinthians

Jogadores entraram na Justiça pedindo a rescisão de contrato por falta de pagamentos, mas tiveram sua ação indeferida

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Após entrarem na Justiça contra o Corinthians, os atacantes Gustavo Mosquito e Arthur Souza não devem mais jogar pelo clube. Os dois jogadores entraram com uma liminar pedindo o desligamento imediato do Timão por falta de pagamentos, mas tiveram sua ação negada pela Justiça do Trabalho.  Após a decisão do tribunal, o diretor do Alvinegro, Fabinho Soldado, confirmou que a dupla não atua mais no Parque São Jorge.

“Não está mais no esportivo. Não está mais na parte de treinamento, do dia a dia. É uma parte jurídica que agora está sendo tratada com os advogados e com as pessoas que têm por direito em relação a isso. Da nossa parte, o que eu digo é que vai jogar no Corinthians quem quer jogar no Corinthians”, disse Fabinho Soldado, após o duelo contra o Vitória.

“A gente não pode esconder a realidade e valorizar esses jogadores que aqui estão, que estão entrando em campo, estão se dedicando com algumas dificuldades, sim, mas estão se entregando, se empenhando. E a gente espera daqui a algum tempo anunciar o treinador, alguns outros jogadores para que possa fazer parte desse grupo, para que a gente consiga lutar bastante esse ano”, completou o diretor.

Os atletas foram à Justiça do Trabalho para encerrar o vínculo. Afinal, o Timão devia três meses de direitos de imagem e não recolheu FGTS, o que é suficiente para rescisão unilateral do contrato. Após a ação ser negada, o Corinthians acertou as pendências com o restante do elenco.

Publicidade

Corinthians fecha a porta para Mosquito e Arthur Souza

Aliás, Fabinho Soldado admitiu surpresa com a entrada da dupla na justiça, pedindo a rescisão de contrato. Contudo, após o pedido ser negado, as portas praticamente se fecharam para os dois dentro do Parque São Jorge.

Publicidade

“Agora não tem o que falar, eles tomaram a decisão, a gente não entende que é a decisão correta, o Corinthians é muito grande. Jogadores que não querem jogar no Corinthians… É até estranho. Apesar de algumas questões que nós temos, o Corinthians está acima de tudo para vestir essa camisa, para estar comprometido com essa camisa tem que realmente querer”, falou Fabinho, que seguiu.

“Se a decisão não é essa, que procure o seu caminho. Está sendo tratada da parte que precisa ser tratada, na parte jurídica. Então a gente foca agora no trabalho, com esses jogadores que estão aqui, com o Rafael que está aqui agora nos ajudando”, finalizou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.