Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Diniz critica falta de empenho do Fluminense contra o Flamengo

Técnico do Fluminense diz que time "não existiu" no 1º tempo da semifinal e que o problema "não foi a escalação", mas sim a postura...

Jogada 10|

Foto: Reprodução de vídeo
Foto: Reprodução de vídeo Foto: Reprodução de vídeo (Jogada 10)

Enquanto o treinador Tite, do Flamengo, era só elogios para os rubro-negros, Fernando Diniz, técnico do Fluminense, não poupou críticas ao time após a derrota por 2 a 0 no jogo de ida da semifinal do Carioca. Afinal, segundo ele, “o time não existiu” no primeiro tempo da partida, no dia 9/3, no Maracanã.

“A gente não criou e a gente não marcou. A gente errou uma enormidade de passes, saiu jogando mal, escolheu mal se saía jogando curto ou longo”, queixou-se.

Assim, Diniz enfatizou que não houve erro na escalação inicial do time, com Ganso e Renato Augusto no meio de campo.

“O time melhorou no segundo tempo, não melhorou? Só porque saiu o Ganso? Mas entrou o Lima, que é outro meia, não é volante”, afirmou o treinador.

Publicidade

E Diniz acrescentou:

“O que mudou foi a postura do time”, declarou, chamando também para si a responsabilidade.

Publicidade

“O que a gente deixou de produzir coletivamente eu sou o maior responsável por isso”.

Técnico diz que Flu “não existiu no primeiro tempo”

Assim, para Fernando Diniz, mesmo com um a menos no segundo tempo – após a expulsão de Thiago Santos (aos 63′) – o Fluminense estava melhor na etapa final do que ao longo de todo o primeiro tempo.

Publicidade

“Teve outra postura, mais volume, foi mais agressivo. Por isso melhorou, não foi por conta da escalação”, reforçou.

Diante de tanta insatisfação com o jogo de ida, Diniz espera que os jogadores consigam se superar na partida da volta, para tirar a vantagem do Flamengo. Afinal, o placar de 2 a 0 no dia 9/3 faz com que, no próximo sábado (16/3), o Fluminense precise derrotar o rival por uma diferença de 3 gols para conseguir a classificação à final do Carioca.

Publicidade

Diniz não faz comparação com final de 2023

Na final do Estadual de 2023, esse tipo de situação aconteceu e o Tricolor conseguiu ser campeão, após perder por 2 a 0 no jogo de ida e vencer o Flamengo por 4 a 1 na volta. Mas Diniz afirma que não se pode olhar para trás.

“Não tem nada a ver o que aconteceu no passado com esse ano. A gente tem que melhorar muito com relação ao que aconteceu (no jogo de ida)”, concluiu.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.