Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Delegado confirma agressão de presidente do Corinthians a torcedor do Cruzeiro

Augusto Melo deu um soco no torcedor João Daniel Avelar, de 40 anos, no Mineirão, durante partida pelo Campeonato Brasileiro

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Jose Manoel Idalgo / Corinthians

O presidente do Corinthians, Augusto Melo, agrediu o torcedor do Cruzeiro durante o jogo entre as equipes, neste domingo. O delegado de plantão, no Mineirão, Guilherme da Costa Oliveira Santos, revelou que as imagens do circuito interno do estádio confirmam a agressão do mandatário alvinegro contra o torcedor João Daniel Avelar.

“O Mineirão forneceu as imagens. A gente vê os fatos e agora precisamos analisar com mais detalhes para saber a dimensão, mas de fato mostra um contato do presidente para com o torcedor”, disse o delegado da Polícia Civil (PC).

“A denúncia é de lesão corporal leve. Ou, dependendo do laudo (o torcedor realizou exame de corpo de delito), tem que ver se enquadra como vias de fato. Mas, independentemente do tipo em si, seria um Termo Circunstanciado de Ocorrência”, complementou.

O que o torcedor diz

Publicidade

Após a partida, vencida pelo Cruzeiro por 3 a 0, João Daniel explicou o episódio aos jornalistas antes de prestar depoimento e formalizar a queixa à PC.

“Meu nome é João Daniel, tenho 40 anos, frequento o Mineirão desde os 4, 5 anos. Estava no camarote com o meu filho. No fim do jogo, fui comprar um suco para ele nos bares, quando veio o presidente do Corinthians, acompanhado por uma série de seguranças, uns 10 ou 12, as câmeras podem mostrar”, contou.

Publicidade

“Eles estavam passando quando a nossa torcida começou a zoar, eu entrei na brincadeira. Disse que ele seria o presidente do rebaixamento. Ele se dirigiu a mim e me deu um soco na região malar (região próxima ao olho). Eu não reagi e vou prestar queixa contra ele”, complementou João.

Presidente do Corinthians se defende

Publicidade

O Corinthians, inclusive, se manifestou por meio de nota. “O presidente do Corinthians, Augusto Melo, foi hostilizado por torcedores do Cruzeiro na saída do camarote do Mineirão. Após uma discussão, a equipe de segurança do clube interviu para proteger o presidente e os outros membros da diretoria e estafe, afastando alguns cruzeirenses mais exaltados”, afirmou.

O Mineirão, por sua vez, garantiu que, caso acionado pelas autoridades, vai colaborar com o que for necessário para a investigação.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.