Jogada 10 De La Cruz explica negociação e desejo de jogar pelo Flamengo: ‘É um grande orgulho’

De La Cruz explica negociação e desejo de jogar pelo Flamengo: ‘É um grande orgulho’

Uruguaio fala sobre a importância de Arrascaeta e Varela em sua adaptação e que pode atuar em qualquer faixa do meio de campo rubro...

Jogada 10
- Foto: Marcelo Cortes /CRF

- Foto: Marcelo Cortes /CRF

Jogada 10

Único reforço do Flamengo até o momento, De La Cruz foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira (12), no Ninho do Urubu. Ao longo da entrevista, o uruguaio relembrou a longa negociação por seu futebol, quando o River Plate não queria nem ouvir a proposta rubro-negra no início, porém prevaleceu o desejo do atleta em vir para o Rio de Janeiro. O uruguaio vestirá o número 18 ao longo da temporada e assinou contrato até o fim de 2028.

“Para mim é um enorme prazer estar vestindo essas cores. Como falei com o (Marcos) Braz, muito tempo negociando, muitas complicações. Mas sempre com minha família, a decisão sempre esteve desse lado. Sempre quis vestir essas cores. Hoje estar desse lado para mim é um orgulho. Para mim foi importante sempre saber que o clube queria os meus serviços. Todo momento eles me queriam aqui e isso foi fundamental para eu escolher o Flamengo . Também quero agradecer as pessoas que sempre estiveram comigo para eu estar aqui”, disse.

Além disso, De La Cruz respondeu sobre a faixa do meio-campo que gosta mais de atuar  e revelou que se sente bem em todas elas. Essa polivalência chama a atenção e traz recursos técnico para a equipe de Tite, podendo exercer mais de uma função no setor, tendo qualidade na marcação e também na construção. De acordo com a visão do atleta, sua posição dependerá das escolhas de Tite, que foi um entusiasta por sua contratação.

“A verdade é que no meio de campo, qualquer parte eu me sinto bem. Mas vai depender do treinador (Tite). Quero ajudar a equipe e estou aqui para o que o treinador pedir, independente da posição.” , afirmou o uruguaio.

Companheiros de seleção uruguaia

Outro nome que fez de tudo para a vinda de De La Cruz foi o compatriota Arrascaeta. O camisa 14 sempre deixou claro a proximidade que tem com Nicolas e que conversou bastante com o atleta para convencê-lo a assinar com o clube carioca. Além dele, o elenco também conta com o lateral-direito Varela, que pode auxiliar o meio-campista a se adaptar de forma mais rápida.

“Por sorte, tenho companheiros da seleção no elenco (Arrascaeta e Varela). Um ídolo do clube como é Arrasca, para mim é muito importante que esteja dentro do plantel. Conversei bastante com ele, foi um dos que mais me incentivaram a vir para cá. Os demais companheiros foram me dando indicações para que minha adaptação no grupo seja a mais rápida possível.

Dessa forma, o clube pagou US$ 16 milhões de dólares (R$ 77,7 milhões na cotação da época) à vista ao River Plate (Argentina) para ter o jogador. Com a camisa do clube argentino, De La Cruz disputou 211 jogos, marcou 36 gols e conquistou 10 títulos, entre eles a Copa Libertadores de 2018.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas