Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Daniel Alves comparece pela primeira vez à Justiça após liberdade provisória

Apresentação semanal à Justiça de Barcelona é uma das exigências que o ex-jogador vai precisar cumprir para manter a liberdade condicional...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Lluis Gene/AFP via Getty Images
Foto: Lluis Gene/AFP via Getty Images Foto: Lluis Gene/AFP via Getty Images (Jogada 10)

Daniel Alves compareceu pela primeira vez à Audiência Provincial de Barcelona, nesta quinta-feira (28), depois de conseguir a liberdade provisória. O ex-jogador foi ao local determinado pela Justiça ao lado de sua advogada, Inês Guardiola. O atleta aposentado deixou a cadeia, na última segunda-feira (25), quando pagou a fiança de um milhão de euros (aproximadamente R$ 5,4 milhões na cotação atual).

As autoridades judicias de Barcelona determinaram a apresentação semanal à Audiência Provincial. Assim, Daniel Alves terá que cumprir tal exigência para esperar a sentença final pelo Tribunal da penitenciária em liberdade condicional. Inicialmente, o acordo entre a Justiça, Daniel Alves e sua defesa é o comparecimento às sextas-feiras. Especialmente para assinaturas de documentos.

No entanto, o feriado da Páscoa adiantou em um dia a sua apresentação. A propósito, a mesma festividade não permitirá que o ex-jogador compareça à Audiência Provincial na segunda-feira de Páscoa. Esta data em específico é representativa e comemorada pela Catalunha, região onde Barcelona é a capital.

Outras exigências que Daniel Alves terá de cumprir

A Justiça de Barcelona estabeleceu outras obrigações que o ex-atleta terá que respeitar para seguir em liberdade provisória. Ele teve que entregar seus dois passaportes, tanto o brasileiro como o espanhol, após deixar a cadeia. Também não poderá sair da Espanha, para evitar uma fuga surpresa.

Publicidade

A possibilidade, aliás, era um temor para as autoridades judiciais. Inclusive, foi a razão para negarem pedidos de liberdade anteriores. Além disso, Daniel precisará manter uma distância mínima de um quilômetro da vítima. Ou até mesmo tentar se comunicar com ela de alguma maneira.

O ex-lateral-direito da Seleção Brasileira e Barcelona foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão por crime de estupro. Ele cometeu tal infração em uma boate de Barcelona, no fim de 2022. A vítima até os dias atuais preferiu não revelar sua identidade. Exatamente para evitar legitimar a hipótese da busca de se tornar famosa com o caso.

Siga o Jogada10 nas redes sociais:TwitterInstagram e Facebook

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.