Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Cristiano Ronaldo e Luís Castro são campeões da Copa dos Campeões Árabes

Gênio português e treinador ex-Botafogo levantam uma das taças mais importantes do mundo árabe: 2 a 1 no Al Hilal, na prorrogação

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Jogada10
Jogada10 Jogada10

Com dois gols de Cristiano Ronaldo, o Al-Nassr, treinado por Luís Castro, venceu o Al-Hilal por 2 a 1, na prorrogação (1 a 1 no tempo normal) e sagrou-se campeão da Copa dos Campeões Árabes, neste sábado (12/8). A final foi no Rei Fahd, em Ta’if, na Arábia Saudita. O triunfo foi de virada. Afinal, o Al-Hilal saiu na frente com gol brasileiro, de Michael (ex-Flamengo).

Foi um jogo tenso. O Al-Nassr jogou com um a menos boa parte do segundo tempo, pois o defensor Al-Amri foi expulso pouco antes do empate de seu time. Além disso, um jogador do banco e o técnico Luis Castro (ex-Botafogo) também receberam vermelho por reclamação. Mais: CR7 sentiu uma lesão e não ficou até o fim da decisão. Tensão total. Mas também, foi uma decisão aberta e com muitas chances de gol. Afinal, os times deram 39 finalizações (15 no alvo).

Raio X da Copa dos Campeões Árabes

Este foi o primeiro título que Cristiano Ronaldo conquistou com a camisa do Al-Nassr. Esta competição reúne times de 19 países árabes da Ásia e África e é disputada desde 1981. Mas foi a primeira vez que o Al-Nassr foi campeão. O Al-Hilal buscava o terceiro caneco (ganhou em 1994 e 1995). O Espérance (Túnisia) é o maior vencedor, com três títulos. E na temprada passada o campeão foi o Raja Casablanca (Marrocos).

Cristiano Ronaldo decide e Al-Nassr é campeão

O Al Nassr entrou em campo com seu quarteto ofensivo: CR7, Mané, Talisca e Brozovic. Mas teve menor posse de bola. Depois de um primeiro tempo sem gol, a etapa final começou quente, com Michael colocando o Al Hilal, na frente, aos seis minutos. Num gol de peixinho e comemorado ao estilo…Cristiano Ronaldo! O português parece não ter gostado muito e tratou de chamar o jogo, conseguindo empatar aos 33 minutos ao concluir um cruzamento rasteiro da direita (e não comemorou do jeito que todos conhecem, mas apontando o dedo, com raiva).

Publicidade

Com o empate no tempo normal, o jogo foi para a prorrogação. No primeiro minuto, CR7 quase marcou (o zagueiro salvou na linha). E, aos oito minutos, CR7 aproveitou a sobra de uma bola que foi no travessão e mandou de cabeça para a rede. Foi o gol da vitória de virada e do título. Pouco depois ele saiu machucado. Mas o placar seguiu inaltrerado. E enfim o Al-Nassr celebrou a conquista de uma taça inédita.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.