Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Corinthians paga salários atrasados de funcionários do clube

Timão não havia quitado os débitos abertos, mas cumpriu promessa e resolve um dos vários problemas financeiros do clube

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Rodrigo Coca/Agência Corinthians

O Corinthians pagou os salários dos funcionários referentes ao mês de maio. O pagamento deveria ter sido feito até o dia 7 de junho, quinto dia útil do mês, mas o clube alegou “questões operacionais imprevistas” para atrasar o pagamento, que foi realizado nesta terça-feira (11). O Timão também avisou que iria atrasar os valores, mas que resolveria ”o mais rápido possível”.

“Gostaríamos de informar que, devido a questões operacionais imprevistas, o pagamento referente ao mês de maio sofreu um atraso. Estamos trabalhando diligentemente para resolver esta situação para garantir que todos os pagamentos sejam processados o mais rápido possível. Esperamos que a regularização ocorra até o dia 10/06/2024. Pedimos desculpas pelo transtorno causado e agradecemos pela compreensão e paciência”, escreveu o Corinthians, para seus funcionários.

Em relação aos jogadores, há atrasos de direitos de imagem. Aliás, alguns casos ultrapassam dois meses. O presidente do clube, Augusto Melo, disse que tem o apoio do elenco para a quitação dos atrasados e que vai resolver os problemas financeiros do Corinthians.

Corinthians vem convivendo com problemas financeiros

Assim, o pagamento dos funcionários resolve um dos vários problemas financeiros que o Corinthians precisa resolver. O principal deles é causado pela saída da VaideBet. Afinal, sem a patrocinadora máster, o Timão deixou de receber R$10 milhões por mês.

Publicidade

Sem o valor, Augusto Melo e seus pares terão que ir ao mercado buscar patrocinador. Além disso, o Alvinegro vai precisar convencer a nova empresa a acertar por um valor parecido com a antecessora. A Vaidebet tinha um acordo anual de R$ 123 milhões.

Vale citar, que nesta semana, o Corinthians atrasou a parcela de R$ 6 milhões pelo zagueiro Félix Torres. O Santos Laguna, clube que vendeu o jogador ao Timão, bate o pé nos bastidores. Sendo assim, o caso pode parar na Fifa.

Aliás, o Corinthians teve aumento de quase R$ 130 milhões em dívidas nos primeiros três meses do ano. O total do endividamento do clube, somando o financiamento com a Caixa pela Arena, é de mais de R$ 2 bilhões.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.