Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Conheça Paralluelo, a sensação da Copa Feminina

Com apenas 19 anos, espanhola já teve séria lesão. Mas também é campeã mundial sub-17, sub-20, arrebenta no Barcelona e está na final...

Jogada 10|

Jogada10
Jogada10 Jogada10

A espanhola Salma Paralluelo é a maior revelação da Copa Feminina que se realiza na Austrália e na Nova Zelândia. Apesar da pouca idade, 19 anos, já tem muita história para contar: Bateu recordes nos atletismo, mas passou priorizar futebol. Se tornou profissional aos 15 anos, foi campeã mundial sub-17, campeã mundial sub-20, teve uma lesão no joelho que a afastou dos gramados por seis meses. Porém, recuperada, está próxima de ganhar mais um mundial, desta vez com a seleção principal.

Na vitória por 2 a 1 da Espanha sobre a Suécia, nesta terça-feira(15) e que deu às espanholas a vaga na final da Copa do Mundo feminina, o gol que garantiu o triunfo foi de Carmona. Mas a grande personagem foi, mais uma vez, Paralluelo. Entrou aos 10 minutos do segundo tempo. Substituiu sua companheira de Barça, a melhor do mundo Putellas, quando a Espanha perdia o domínio do jogo. Com ela em campo, numa função diferente, como uma 9 (afinal, joga pelas pontas), a Espanha voltou a mandar em campo. E, assim como ocorreu contra a Holanda, fez um golaço. Arrasou.

“Outra vez eu senti muita emoção, como foi na ultima partida contra a Holanda. Desta vez, contra a Suécia tivemos um jogo duro. Fiz um gol, elas empataram, o que foi um golpe duro. Mas marcamos o segundo gol em seguida e estamos na final. Demos um passo para o título. Falta o último empurrão” disse a atacante.

Na ponta ou falso 9?

Paralluelo jogou foras de sua posição original. Porém, mais uma vez deu conta do recado. E já avisou. Se o treinador Jorge Vilda achar melhor, ela volta a se adaptar como uma camisa 9. Seja titular ou reserva.

Publicidade

“Jogo onde o técnico achar melhor. Temos a final pela a frente e o último desafio será grande. Vamos, Espanha”, disse Paralluelo.

Paralluelo é fera também no atletismo

Paraluello, filha de pai espanhol e mãe nascida na Guiné, por muito pouco não se tornou uma estrela do atletismo. Até os 15 anos acumulou vitórias nos 100, 200 e 400m rasos, sendo que nesta última, sua especialidade, ainda é a recordista espanhola juvenil. Não por acaso, pela sua velocidade, alta técnica, poder de decisão e tpitulos, pode ser chamada de versão do francês Mbappé no futebol feminino. E candidatíssima a melhor do mundo.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.