Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Confira quais técnicos livres no mercado podem ser opção para o Internacional

Colorado anunciou a demissão do treinador Eduardo Coudet após derrota para o Juventude pela Copa do Brasil, na última quarta-feira (...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Reprodução Marcelo Caitano

O Internacional comunicou a demissão do técnico Eduardo Coudet após derrota por 2 a 1 para o Juventude pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O revés, na última quarta-feira (11), aumentou a sequência de cinco jogos sem vencer do time gaúcho. No caso sendo três resultados negativos e dois empates. No atual cenário sem comando, a diretoria do Colorado se movimenta no mercado para identificar um substituto. Principalmente porque o time tem compromissos em três competições diferentes: Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americana.

Na coletiva após a partida contra o Juventude, o presidente Alessandro Barcellos indicou o perfil de profissional que o Internacional vai buscar.

“O clube já tem um banco de dados dos treinadores, como eles trabalham, é um trabalho técnico que nos ajuda a filtrar aquele modelo se é do modelo que o Inter procura. Continuamos procurando um modelo, que talvez não tenha tanta intensidade”, detalhou o mandatário.

Publicidade

Assim, o Jogada10 lista algumas opções livres no mercado, o que facilitaria o negócio.

Opções vitoriosas para o Internacional

Publicidade

O primeiro deles é Cuca, que deixou o Athletico no fim de junho após 23 partidas. Ele deixou o cargo à disposição em entrevista coletiva após empate com o Corinthians, na Ligga Arena. O profissional foi alvo de críticas da torcida do Furacão após uma sequência de três empates. Situação que afastou o time da briga pela liderança, na oportunidade.

Com isso, o técnico entendeu que a sua saída poderia ajudar a melhorar o desempenho da equipe. Apesar de ser uma opção de comandante vitorioso para o Internacional, os seus pedidos de demissões recentes nos últimos anos é algo que traz desconfiança. Afinal, pode atrapalhar o planejamento do clube.

Fernando Diniz é o atual campeão da Libertadores pelo Fluminense. Contudo, o Tricolor decidiu demiti-lo pela situação ruim no Campeonato Brasileiro. Principalmente pelo rendimento negativo do time. Tanto que a equipe carioca amarga a última colocação, com apenas seis pontos. O estilo plástico de Diniz pode ser um ponto favorável. Porém como normalmente seus trabalhos precisam de tempo para serem desenvolvidos. Exatamente pela complexidade, pode pesar contra.

Vanderlei Luxemburgo é mais uma alternativa. O último trabalho do treinador foi no Corinthians, em 2023. Ele deixou o cargo ainda durante a disputa da semifinal da Sul-Americana contra o Fortaleza. As críticas se concentravam no desempenho negativo do time no período. A experiência e o bom trabalho de desenvolvimento com jovens jogadores podem ser trunfos para sua contratação.

Alternativas gringas

Jorge Sampaoli está desempregado desde a sua saída do Flamengo, no ano passado. Neste último trabalho, houve um bom início de trajetória, mas houve oscilação. Bem como polêmica, já que seu preparador físico agrediu o centroavante Pedro. O desempenho longe da expectativa e relacionamento ruim foram as razões para a diretoria do Rubro-Negro optarem pela demissão.

O histórico vitorioso e prioridade pelo bom futebol podem ser aspectos que influenciem a diretoria colorada a escolhê-lo. Em contrapartida, o seu temperamento confuso e a constante exigência de busca por reforços podem ser um empecilho. Seu pupilo, o também argentino Sebástian Beccacece, também surge como uma possibilidade. Ele está sem clube desde a sua saída do Elche, da Espanha, na última temporada. A avaliação do profissional conta com os mesmos pontos positivos e negativos de Sampaoli.

Alternativas já ventiladas no Internacional

Pouco tempo após a confirmação da saída de Coudet, alguns profissionais já tiveram seus nomes ligados ao clube. Tratam-se de André Jardine, Paulo Pezzolano e Odair Hellmann.

O primeiro faz excelente trabalho no América do México e dificilmente desistiria de um projeto seguro e consistente. O segundo recentemente se envolveu em uma polêmica após o término da temporada na Espanha. Afinal, ele quase entregou o cargo na festa de comemoração do Valladolid por carimbar o acesso à elite do futebol local. Mesmo assim, seu vínculo é válido até junho de 2025.

Enquanto o terceiro é um velho conhecido. Isso porque, o Inter foi quem lhe deu a primeira oportunidade profissional. Ele treinou a equipe de 2017 a 2019 em sua única passagem até aqui. Inclusive, classificou o Colorado para a Libertadores em 2019. No entanto, Odair tem acerto encaminhado para comandar um time árabe.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook .

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.