Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Como Ramón Díaz pode escalar o Vasco sem Payet

Craque está lesionado e só deve voltar no fim de abril, perdendo, assim, as primeiras rodadas do Brasileirão

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Leandro Amorim/Vasco
Foto: Leandro Amorim/Vasco Foto: Leandro Amorim/Vasco (Jogada 10)

Com a lesão de Dimitri Payet, Ramón Díaz ganhou um problemão para escalar o Vasco. O craque francês é o principal articulador de jogadas do Cruz-Maltino e não tem substituto no elenco.

Com isso em mente, o técnico argentino terá dor de cabeça para montar a equipe que estreia em nove dias no Brasileirão, contra o Grêmio, em São Januário. Visto que Payet, considerado um dos pilares do time, atuou em 11 das 15 partidas do Vasco na temporada (73,3%).

A mais emblemática das ausências do jogador foi contra o Marcílio Dias, na estreia do Vasco na Copa do Brasil. O camisa 10 pegou um quadro viral e, de última hora, ficou ausente do jogo, um dos mais importantes do time em 2024.

Primeira opção

O primeiro exemplo de como o Vasco pode jogar sem seu principal craque vem do citado jogo contra os catarinenses. Na ocasião, Ramón Díaz optou por um time no 5-2-3, com dois pontas e Vegetti no comando de ataque. Adson e Rossi, então, eram os jogadores que municiavam o camisa 99.

Publicidade

Segunda opção

Outro jeito que o Vasco pode jogar sem Payet seria adiantar algum dos jogadores que jogam no centro do campo. Galdames, por exemplo, tem mais vigor ofensivo do que defensivo, o que poderia ser explorado com o chileno atuando mais próximo aos atacantes.

Nesse cenário, sobraria espaço para um outro volante entrar no time, como Sforza, Mateus Carvalho ou Praxedes. Um deles poderia atuar ao lado de Zé Gabriel e liberar Galdames para ter menos funções defensivas, tal qual Payet.

Publicidade

Terceira opção

Uma terceira opção poderia incluir a entrada de Clayton no time titular, com o recém-contratado atuando ao lado de Vegetti. Ambos são jogadores de características parecidas e podem servir para travar os zagueiros adversários e conceder mais espaços entre linhas para os homens de frente do time de Ramón Díaz.

Neste caso em especial, Adson poderia ser o substituto de Payet, desde que o camisa 28 não se atenha à permanecer próximo às linhas laterais, flutuando pelo setor central da intermediária adversária e sendo o principal articulador do time.

Publicidade

LEIA MAIS: Centro de Memória do Vasco lança acervo digital on-line

Dos quatro jogos em que Payet não atuou, dois foram por conta da pré-temporada, que acabou pegando as primeiras rodadas do Carioca. Na ocasião, o time de São Januário teve William Batista como treinador e contou com time reserva/sub-20.

O camisa 10 também não esteve presente na partida contra Audax, já que cumpria suspensão. Neste jogo, porém, Ramón Díaz aproveitou para mesclar o time, o que impede de ter uma visão mais certeira sobre como o treinador escalaria a equipe sem o francês.

A outra ausência do craque foi no citado duelo vs Marcílio Dias, pela Copa do Brasil.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.