Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Como foi o retorno de Dudu ao Allianz após quase saída do Palmeiras

Com apoio da torcida e abraço de crianças, atacante é abraçado pelos palestrinos, mas não sai do banco contra o RB Bragantino

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Mauricio Rito/Palmeiras

O principal personagem da vitória do Palmeiras diante do RB Bragantino por 2 a 1, nesta quinta-feira (20), pelo Campeonato Brasileiro, sequer entrou em campo. O atacante Dudu reencontrou a torcida do Verdão após quase deixar o clube e ir para o Cruzeiro. Contudo, qualquer tipo de hostilização foi minimizada por abraços e gritos de apoio ao jogador.

Antes da partida rolar, o atacante ouviu gritos de  “Dudu guerreiro”, além de crianças esticando os braços, tentando chamar sua atenção. Aliás, antes mesmo da bola rolar, o jogador foi ”afogado” em um mar de jovens torcedores que queriam abraçar o camisa 7.

Na semana passada, em duelo contra o Vasco, Abel Ferreira revelou que Dudu não estava confiante ainda para entrar em campo. O jogador estava com um incômodo na panturrilha direita e o treinador decidiu manter ele no banco de reserva. Já contra o Massa Bruta, as dores não existiam mais e a expectativa pela ”reestreia” era grande.

Publicidade

Contudo, o treinador não quis acionar Dudu contra o RB Bragantino. Abel optou por Flaco López e os pratas da casa Fabinho, Jhon Jhon, Vanderlan e Garcia. Após a partida, ele explicou o motivo de não acionar o camisa 7.

“Tem que se colocar no lugar dele, não dormiu três noites. Não está na sua plenitude física. Há alguns dias tiveram coisas que mexeram com ele. O sono não foi o melhor. Entendi que não seria o contexto ideal, porque foi um jogo dividido, intenso e pegado. Ele está aí para nos ajudar e está próximo. Só isso que tenho para vos dizer”, disse Abel.

Publicidade

Quando Dudu volta?

No decorrer dos dias, Dudu recebeu o apoio não só do treinador, mas de seus companheiros de equipe. Mayke e Piquerez mostraram apoio ao amigo. Já depois do duelo contra o Massa Bruta, o meia Raphael Veiga disse que o elenco precisa dar o suporte para o amigo.

“A gente tem que fazer de tudo para ele ficar bem, voltar a jogar, voltar a estar feliz. Daqui a alguns dias o Dudu vai voltar, vai fazer gol, vai jogar, vai ganhar. E tudo isso vai se esquecer”, disse Veiga.

Assim, fica a expectativa de quando Dudu vai voltar a entrar em campo novamente. Mais do que isso, quando ele vestirá novamente a camisa do Palmeiras em um jogo oficial.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.