Jogada 10 Com rivais fechando patrocínios, Leila é pressionada no Palmeiras

Com rivais fechando patrocínios, Leila é pressionada no Palmeiras

Com camisa valendo R$ 110 milhões, Palmeiras segue atrás de rivais e pode ser novamente ultrapassado; Leila e diretoria preparam estratégia...

Jogada 10
Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Jogada 10

Mesmo com o título brasileiro, a presidenta do Palmeiras Leila Pereira termina 2023 sob alguma pressão interna. Mas não por conta de resultados dentro de campo: é porque os rivais, Corinthians e São Paulo, fecharam acordos milionários para estamparem novos patrocinadores em suas camisas. Por outro lado, o Alviverde ainda não teve um aumento significativo nestes valores, nos últimos anos.

O Palmeiras fatura R$ 110 milhões de por ano com os patrocínios em sua camisa. O principal deles é o da Crefisa, empresa administrada pela própria Leila Pereira. Mas o Flamengo arrecada R$ 150 milhões por ano, enquanto o Corinthians, de acordo com o novo contrato, irá receber R$ 123 milhões. Já o São Paulo assinou um vínculo com a Superbet, que renderá R$ 52 milhões anuais. Mas já negociou os naming rights do Morumbi e ainda poderá fechar com outras marcas para sua camisa.

Assim, Leila terá que encontrar formas para fazer o Palmeiras não perder espaço diante dos rivais nacionais. Ela, que chegou a duvidar dos valores alardeados pelo Corinthians, afirmou que aumentaria os investimentos caso houvesse uma prova de que o rival chegaria a tais cifras. Seja como for, o Verdão já teve a camisa mais valiosa do Brasil e mas acabou ultrapassado por seus adversários.

O tema ganhou força internamente no clube, ao longo dos últimos dias, especialmente entre os membros e conselheiros da oposição. Dessa forma, espera-se que Leila e sua diretoria possam vir a anunciar novidades em relação a patrocínios visando a temporada de 2024.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas