Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Com Pedrinho, Lúcio Barbosa deixa de ter participação ativa no futebol do Vasco

Mandatário traz Felipe, ídolo do clube, para ser diretor técnico, Lúcio Barbosa agora se reporta ao mandatário diariamente

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

- Foto: Daniel Ramalho/Vasco

Após a goleada histórica sofrida para o Flamengo, o Vasco necessita de mudanças significativas. Assim, o presidente Pedrinho anunciou que fará movimentos importantes, e um deles foi a contratação do ídolo Felipe para a função de diretor técnico. Com isso, o principal questionamento é como será a atuação do CEO Lúcio Barbosa no futebol.

“Devido ao resultado de domingo, resultado que não tem explicação, eu tive que antecipar alguns movimentos. Então, o Felipe se torna diretor-técnico ao lado do Pedro Martins como diretor-executivo de futebol, e os dois vão se reportar a mim em relação ao futebol. Esse é um dos movimentos entre outros movimentos que vão acontecer” afirmou Pedrinho no vídeo.

A partir desta semana, Felipe e o diretor executivo Pedro Martins trabalharão juntos e irão se reportar diretamente a Pedrinho. Dessa forma, o ídolo cruz-maltino auxiliará o mandatário no dia a dia da SAF, sobretudo na relação com o elenco. a declaração, segundo informações do portal “ge”, demonstram a perde de poder do CEO, que antes era manda-chuva da época em que a 777 Partners estava à frente do futebol.

Publicidade

Além disso, a entrevista coletiva de Lúcio Barbosa no fim do ano passado ainda repercute de forma negativa na atual gestão. A relação dele com Pedrinho já estava desgastada desde antes da decisão judicial. Na ocasião, o presidente evitava falar abertamente, mas nitidamente estava incomodado por não ser reportado pelo CEO sobre o que acontecia no futebol do clube.

CEO distante do futebol

Publicidade

Vale lembrar que foi a empresa norte-americana que contratou Lúcio para ser homem de confiança da empresa no Brasil. Com a mudança de comando do futebol, porém, o futuro do profissional ainda é incerto. Afinal, a gestão de Pedrinho avalia negativamente o trabalho do chefe executivo e são a favor de uma mudança. Outro ponto foi que o presidente encontrou os cofres da SAF vazios, conforme revelou recentemente.

Apesar disso, o executivo continua na gestão administrativa, cuidando da folha de pagamento, do planejamento financeiro e à frente das tarefas fora do futebol. Na época de Alexandre Mattos, Lúcio era uma figura carimbada nas entrevistas e auxiliava o antigo diretor, que atualmente está no Cruzeiro. A presença do CEO no futebol será ainda mais rara, visto que o clube trouxe um diretor técnico.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.