Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Clube japonês anuncia rescisão e ação na Fifa contra Carille

V-Varen Nagasaki contesta a forma que o treinador deixou o clube e acertou com o Santos, acreditando ter valores a receber

Jogada 10|

Foto: Raul Baretta/ Santos FC
Foto: Raul Baretta/ Santos FC Foto: Raul Baretta/ Santos FC (Jogada 10)

O V-Varen Nagasaki anunciou nesta quinta-feira (15) a rescisão de contrato do técnico Fábio Carille, além de uma ação protocolada na Fifa contra o treinador e sua comissão técnica. O clube japonês contesta a saída do comandante e seus auxiliares para o Santos no começo do ano. De acordo com a instituição, os devidos processos legais não foram cumpridos.

A ação é referente a pedidos de penalidades e outras cobranças devido ao cancelamento dos contratos dos profissionais. De acordo com o próprio Fábio Carille, ele ainda recebe ligações do presidente do clube japonês, Akito Takada, para falar sobre o assunto.

“Só me assusto quando toca o telefone e é o dono do time lá (risos). (Ele) liga. Mas com todo respeito. E eu fui muito feliz lá. Só nesse momento que causa um pouquinho de turbulência. Ele pergunta e eu falo: “presidente, realmente não sei. Estou cuidando do time e quem está cuidando disso é o presidente, a diretoria do Santos, os advogados tanto do Santos como dos meus empresários”, falou Carille, ao programa “Domingo Esportivo”, da TV Santa Cecília.

Carille tenta não pensar na polêmica e quer focar em seu trabalho no Peixe, mas deixando o trabalho para o setor jurídico do clube. Contudo, o treinador também vem ajudando o Santos, para que a instituição não sofra nenhuma outra sanção da Fifa.

Publicidade

Relembre a polêmica com Fábio Carille

No dia 12 de janeiro, Fábio Carille foi registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. A diretoria do Peixe afirma ter conhecimento de que o contrato do treinador com o clube japonês havia terminado no dia 1º do mesmo mês. Aliás, o Santos alega que os contratos no Japão são renovados automaticamente a cada 11 meses por questões tributárias. Assim, o vínculo do treinador se estenderia apenas em fevereiro, mas o comandante fechou com o Alvinegro Praiano antes.

O V-Varen Nagasaki discorda desse entendimento e ataca a forma que o Santos negociou com Carille. Há cerca de um mês, o clube também anunciou o acionamento de processo contra o Peixe na Fifa para cobrar o valor que entende ter direito pela rescisão contratual do treinador.

Publicidade

Carille estreou pelo Santos no dia 20 de janeiro e até aqui disputou oito partidas no comando do Peixe. Aliás, o Alvinegro Praiano tem a melhor campanha geral do Paulistão até aqui.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.