Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Chega o Réveillon, mas não chega quinta-feira para o Fluminense

Primeiro jogo das quartas de final da Libertadores acontece no Maracanã, e Flu terá de vencer o Olímpia, o gramado e a ausência de...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Jogada10
Jogada10 Jogada10

Já se passaram 380 dias da classificação para as quartas de final e a quinta-feira, 24 de agosto de 2023, não chega. Essa é a sensação da torcida do Fluminense tamanha a ansiedade dos Tricolores para o jogo contra o Olímpia no Maracanã. O primeiro duelo que decidirá se Fernando Diniz e sua equipe seguirão em busca do sonhado título da Libertadores.

O duelo não será fácil. O time do Olímpia, dirigido pelo ex-lateral Francisco Arce, eliminou o Flamengo com duas convincentes atuações. No primeiro jogo no Maracanã, jogou de forma defensiva. Protegendo muito bem sua meta, impedindo grandes oportunidades do adversário e amarrando o jogo. E mesmo sem se lançar muito ao ataque, ainda criaram uma grande chance de gol que parou no travessão. A derrota de 1 a 0 parecia quase irreversível com a falsa impressão de superioridade rubro-negra.

Mas no duelo da volta no Paraguai, o Olímpia mandou o Flamengo para cara com a sua forte bola aérea. Com três gols em cruzamentos na área, o time Paraguaio virou o jogo e garantiu a classificação. E a expectativa para o duelo contra o Fluminense é que a estratégia seja mantida, ou seja, um time que jogará pelo empate no Rio e tentará resolver em casa no jogo de volta.

O que esperar do jogo de ida do Fluminense

O jogo do Maracanã tem tudo para ser muito parecido com o duelo do Fluminense contra o Argentinos Juniors: amarrado, catimbado, de muita paciência e complicado. O Fluminense e sua torcida precisam entender o jogo e o grau de dificuldade que ele exigirá. Não será fácil furar o bloqueio do Olímpia e Fernando Diniz precisa que sua defesa esteja atenta durante os 90 minutos para não sair de casa no prejuízo. Afinal, 1/3 dos gols sofridos pelo Fluminense no ano nasceram em jogadas de bola aérea na área tricolor. A principal arma do time de Francisco Arce (75% dos gols do Olímpia sob seu comando foram em jogadas de bola aérea).

Publicidade

Tecnicamente, o Fluminense tem mais recursos do que o Olímpia. E acredito que o time Tricolor vive um momento mais consistente que o Flamengo, eliminado pelos paraguaios. Cano parece ter reencontrado as redes. Arias está recuperando sua melhor forma física e técnica. Ganso segue controlando o ritmo do meio-campo e acelerando quando necessário. Samuel Xavier está em momento iluminado. Fábio, Nino e André seguem como pilares de segurança. Alexsander voltando ao time pode dar o dinamismo com Keno pela esquerda que Ganso precisa e Lima não consegue dar. Diogo Barbosa tem feito o feijão com arroz para cobrir a ausência de Marcelo. Felipe Melo tem sido a experiência necessária para jogos complicados.

Avante, Fluzão!

Vencer em casa nesta quinta-feira é fundamental para continuar sonhando.O momento da temporada do Tricolor é estável: ganha em casa, não ganha fora. Para uma competição eliminatória pode permitir sonhar com uma caminhada longa, se garantir um bom resultado sob seus domínios. É o que a torcida espera. Mas para isso, o Fluminense não terá somente o Olímpia como adversário, terá de vencer o péssimo gramado do Maracanã e a ausência de Marcelo, suspenso. Que Diniz encontre os caminhos para a torcida tricolor continuar sonhando com o inédito título da Libertadores.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.