Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

CBF divulga áudio do VAR de pênalti não marcado para o Flamengo

A CBF divulgou, na manhã desta terça-feira (11), as conversas entre o árbitro de campo e o de vídeo na partida entre Palmeiras e Flamengo...

Jogada 10|

"

A CBF divulgou, na manhã desta terça-feira (11), as conversas entre o árbitro de campo e o de vídeo na partida entre Palmeiras e Flamengo. O jogo foi realizado no sábado (9), pelo Brasileirão, e houve um lance que gerou reclamação por parte dos rubro-negros. O possível pênalti de Richard Rios em Éverton Ribeiro.

Jogada10
Jogada10 Jogada10

No lance, já na segunda etapa, o meio-campista palmeirense encosta o braço nas costas do jogador do Flamengo. Dentro da área, Éverton cai. O árbitro Ramon Abatti Abel nada marcou. Nesta terça, com a divulgação dos áudios, é possível notar que o árbitro de vídeo, Rodolpho Toski Marques pergunta sobre o lance a Abatti. Diante da convicção do árbitro de campo, desse modo, o VAR não sugere que ele reavalie o lance.

“Para mim, não tem impacto nas costas dele. Tem contato, mas não tem impacto suficiente para derrubá-lo. Ele segura a passada e se joga. O impacto é mínimo”, diz Ramon, na conversa cm Toski.

Continua após a publicidade

Posição de Seneme

Embora nitidamente sem querer comprometer o árbitro, Wilson Seneme, chefe da comissão de arbitragem, deu a entender que, se estivesse em campo, recorreria ao VAR. Apensar disso, o ex-árbitro disse que Rodolpho Toski Marques agiu certo ao não intervir.

“Nem todo ombro nas costas é falta. Mas a partir do momento que coloco ombro nas costas tenho que avaliar se o contato é suficiente para derrubar o jogador. Para os árbitros, não foi suficiente. É muito claro isso na narrativa do árbitro de campo que viu o lance e interpretou. Na nossa visão de maneira geral, o contato por ter sido nas costas nós vemos, sim, um potencial de infração para essa jogada”, declarou, por fim, no programa Papo de Arbitragem, no site da CBF.

Continua após a publicidade

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

"

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.