Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Bicho do Botafogo por classificação na Libertadores é o maior da Era Textor

John Textor gosta de aplicar bonificações no Botafogo, mas nunca havia pagado R$1 milhão aos jogadores alvinegros antes

Jogada 10|

Foto: Vítor Silva/Botafogo
Foto: Vítor Silva/Botafogo Foto: Vítor Silva/Botafogo (Jogada 10)

Depois da classificação do Botafogo para fase de grupos da Libertadores, John Textor fez uma ligação de vídeo com os jogadores alvinegros e ofereceu um bicho de R$ 1 milhão ao elenco. A decisão do empresário pegou muitos de surpresa. No entanto, esta prática não é uma novidade no clube. A informação é do “ge”.

LEIA MAIS: Mazzuco deixa o Botafogo e acerta com outro clube da Série A

Bicho do Botafogo

As bonificações no Botafogo se tornaram frequentes em 2023. O elenco alvinegro, dessa forma, recebeu pagamentos pelas campanhas no Brasileirão, na Copa do Brasil e na Sul-Americana. Embora exista um padrão, não há uma regra pré-estabelecida no clube.

O acordo é definido previamente em casos de competições eliminatórias. No entanto, John Textor resolveu aumentar os valores depois da classificação para fase de grupos da Libertadores. O empresário, por sinal, nunca havia oferecido R$1 milhão de bicho ao elenco alvinegro antes.

Publicidade

John Textor gosta de aplicar bonificações após classificações e vitórias importantes. O valor do bicho, por sinal, pode ser dobrado em caso de triunfo em clássicos. O time alvinegro vem de resultados positivos na temporada e pode receber mais premiações em 2024.

Aliás, a tendência é que os jogadores alvinegros recebam bonificações em caso de classificação para as oitavas de final da Libertadores. O sorteio da fase de grupos acontece na próxima segunda-feira (18/03), na sede da Conmebol. O Glorioso está de volta para principal competição do continente após sete anos.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.