Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Bento comemora aniversário na Seleção e reafirma sonho de jogar na Europa

Com 25 anos, goleiro do Athletico, titular nos amistosos contra Inglaterra e Espanha, está no radar de clubes europeus

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Aniversariante do dia, Bento, goleiro do Athletico, comemora os seus 25 anos com a Seleção Brasileira, em Orlando. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (10), ele celebrou o seu momento na Canarinho e falou sobre titularidade.

“Comemorar o aniversário na Seleção é um presente. Realizo um sonho por estar aqui, disputar uma Copa América e fico feliz. Claro que você fica longe da família, mas no futebol é natural e o pessoal está bem acostumado. Aqui eu me senti acolhido. O Bento de 25 anos vai dar o melhor nos treinamentos, se condicionar da melhor forma e se isso vai me colocar como titular, é decisão do professor Dorival”, disse Bento.

Após ser titular nos amistosos contra Inglaterra e Espanha, na Data-Fifa anterior, Bento viu o assédio de clubes europeus aumentar. Assim, ele falou sobre o assunto e detalhou o sonho de jogar no Velho Continente.

Publicidade

“Aumentou o assédio. Impossível não mudar isso, principalmente pela boa imagem que eu deixei. Foram dois grandes amistosos, contra duas grandes seleções e a responsabilidade aumentou mais ainda no meu clube. Goleiro de Seleção tem que representar a altura. Espero seguir um grande trabalho, goleiro tem que manter a regularidade. A responsabilidade aumentou e estou gostando (…) Para mim, o futebol europeu não digo que muito mais avançado, mas é diferente do futebol brasileiro e sul-americano de modo geral. Os melhores jogadores do mundo estão na Europa e isso quer dizer que lá é o melhor do mundo. Espero logo poder atuar em um palco europeu”, explicou.

Parceria com Alisson

Publicidade

As oportunidades na Seleção fazem com que Bento tenha contato com Alisson, um dos melhores goleiro do mundo. Para o jogador de 25 anos, ele busca aprender com o ídolo no cotidiano da Canarinho.

“Fico meio receoso de perguntar. É a segunda oportunidade que eu tenho de trabalhar com ele. Tenho um pouco de vergonha, não é todo dia que a gente vê um ídolo assim pertinho. Vou me soltando aos poucos, conversando aos poucos, já falamos sobre família também. E a experiência eu posso pegar no dia a dia, treinamentos. Assim, posso perguntar, falar alguma coisa e aproveitar ao máximo esse momento. É um ídolo para mim, uso de espelho e espero trilhar os passos dele aqui na Seleção também”, afirmou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.