Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Bellingham, da Inglaterra, é punido por gesto obsceno, mas enfrenta a Suíça

Inglês é suspenso por um jogo, mas com período probatório de um ano, depois de levar a mão perto da região genital em comemoração

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


- Foto: Ronny Hartmann/AFP via Getty Images KENZO TRIBOUILLARD/AFP via Getty Images

A Uefa puniu Jude Bellingham, porém o jogador poderá defender a Inglaterra contra a Suíça nas quartas de final da Eurocopa. Afinal, a entidade aplicou um jogo de suspensão ao meia por levar a mão perto da região genital, depois de fazer o gol de bicicleta contra a Eslováquia. Contudo, a pena “não é imediatamente executada e está sujeita a um período probatório” de um ano.

 

Além disso, ela aplicou uma multa de 30 mil euros (R$ 178 mil) à  estrela do Real Madrid. Em meio à polêmica, o jogador se defendeu nas redes sociais e alegou que e se tratou de “uma piada interna para amigos íntimos que estavam no jogo”

Publicidade

Bellingham marcou de bicicleta aos 48 minutos do segundo tempo e levou o confronto para a prorrogação. Kane balançou a rede no tempo extra e garantiu a vitória.

Outra suspensão

Publicidade

A Uefa suspendeu em dois jogos o zagueiro Merih Demiral, da Turquia, devido aos gestos considerados xenofóbicos na celebração do segundo gol diante da Áustria. Assim, a seleção não poderá contar com o jogador no duelo do próximo sábado (6), contra a Holanda, pelas quartas e também em uma possível semifinal.

A entidade afirmou que puniu o jogador por “descumprir os princípios gerais de conduta, violar as regras básicas de conduta decente, usar eventos esportivos para manifestações de natureza não esportiva, e levar o esporte do futebol ao descrédito”.

Publicidade

Cabe salientar que o atleta reproduziu uma saudação ultranacionalista associada aos Lobos Cinzentos, grupo extremista turco também conhecido como Ulkucu.  Em sua rede social, ele publicou a imagem com a legenda “quão feliz é aquele que diz: eu sou turco”. Esse é o lema cunhado por Mustaka Kemal Ataturk, fundador da Turquia moderna.

“Eu tinha uma comemoração específica em mente, algo conectado com a minha identidade turca. Tenho muito orgulho de ser turco e senti isso profundamente após marcar”, explicou o defensor depois da partida.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.