Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Auxiliar lamenta empate do São Paulo: ‘como explicar o inexplicável?’

São Paulo teve mais volume de jogo, mais posse de bola e mais chances claras, contudo, não converteiu e ficou no empte

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Jogada10
Jogada10 Jogada10

O São Paulo ficou no empate sem gols com o Bahia, na manhã deste domingo (30/7), no Morumbi, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. O resultado decretou a pior sequência desde que Dorival Júnior assumiu a agremiação. No duelo contra o Tricolor da Bahia, todavia, o auxiliar Lucas Silvestre teve a missão de comandar o time, já que Dorival estava suspenso.

Inicialmente, Silvestre falou sobre as várias chances criadas pelo São Paulo, no entanto, sem efetividade para marcar.

“Sentar aqui é tentar explicar uma situação que é inexplicável. Pelo volume de jogo e pelas chances criadas hoje a gente merecia sair com um resultado diferente. A gente estava no vestiário revendo todas situações criadas. Acho que o Marcos teve oito defesas de dentro da área, é um número muito alto. A gente precisa agradecer ao nosso torcedor pelo apoio durante os 90 minutos, eles mereciam uma vitória”, lamentou.

O São Paulo teve 16 chances dentro da área. Ele, no entanto, não conseguiu marcar. O Tricolor Paulista ainda sofreu com alguns contra-ataques algo que reforça a dificuldade do Brasileirão.

Publicidade

“O jogo do Campeonato Brasileiro é muito traiçoeiro, a partir do momento que você acaba não definindo, o tempo vai passando e o adversário vai pegando confiança. Chega um momento que aos 30 minutos o jogo começa a ficar perigoso de perder, por incrível que pareça. É isso, aproveitar as oportunidades, com esse volume precisa colocar a bola para dentro do gol. Foi o que faltou hoje. Não tem como explicar de outra maneira”, acrescentou.

James Rodriguez é assunto no São Paulo

Lucas ainda comentou sobre a contratação do meia James Rodriguez. O reforço chega a São Paulo neste domingo e deve ser apresentado durante a semana.

Publicidade

“Sabemos as dificuldades que a diretoria vem tendo e mesmo assim trabalhando forte para dar essas peças e fazer cada dia mais o elenco qualificando. Talvez seja uma das maiores contratações do futebol brasileiro, vai ser recebido de braços abertos porque o grupo é fantástico. A ideia é trabalhar bastante com o James. Se não me engano, o último jogo dele foi no mês de abril. Ele já vinha treinando sozinho. É trabalhar com ele para deixar em condições o mais rápido possível porque será fundamental para elevar a qualidade da nossa equipe”, finalizou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.