Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Atlético terá novo aporte na SAF no valor de R$ 100 milhões

De acordo com empresário Rubens Menin, aporte vai contribuir para diminuir dívidas e juros e, consequentemente, ajudar em contratações...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Reprodução

O Atlético virou Sociedade Anônima do Futebol (SAF) e a mudança está próxima de completar um ano. No entanto, novos aportes serão feitos em breve, como confirmado pelo empresário Rubens Menin.

O sócio majoritário da Galo Holding confirmou que vai “inteirar” R$ 100 milhões no FIGA – Fundo de Investimentos e Participações Multiestratégia. O “Ge” foi o primeiro a informar.

Menin, afinal, foi questionado sobre a entrada do novo dinheiro no clube e ele destacou a necessidade de um novo aporte por causa dos juros elevados.

Publicidade

“Tem (novos aportes). Será feito um aporte com o Daniel (Vorcaro) de 200 milhões e o FIGA. Não somou, nós vamos investir lá, na verdade eu que vou fazer o investimento para poder fechar esse valor para poder completar aquilo que vai ser feito no Atlético. Sou eu quem vou colocar (o que não chegou a 100 do FIGA). Nós vamos colocar agora”, salientou.

De acordo com a reportagem do “Ge”, o FIGA arrecadou R$ 7,5 milhões, mas é algo distante do valor final. Por isso, Menin vai colocar mais dinheiro.

Publicidade

“Então, esse aporte vai ser super relevante. Ele não seria necessário se os juros caíssem de forma mais rápida, mas toda vez que os juros demoram a cair, se você não fizer o aporte, você tem mais despesa financeira. Então, nós botaremos mais dinheiro para diminuir a dívida mais rápido. Nada mais simples do que isso”, observou.

Investimentos no futebol

Embora não seja um dinheiro direto para a contratação de atletas, Menin explicou que o novo aporte vai contribuir para o futuro do clube.

“Os juros não vão cair tão rápido quanto imaginávamos. Então, temos que diminuir essa dívida de forma mais rápida. Queremos investir ‘x’ no futebol. Se eu tiver mais juros para pagar, terei menos para investir no futebol ou então estoura o orçamento, que é o que já foi feito no passado. Não podemos estourar o orçamento. Para isso, precisamos ter menos despesa financeira para poder sobrar dinheiro para o futebol, para ter o futebol competitivo. O maior desafio do Atlético é ter um time competitivo com dívida”, finalizou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.