Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Associação de treinadores de Portugal defende Abel após ofensa de diretor

ANTF acusa Carlos Belmonte, diretor do São Paulo, de discriminação e xenofobia contra o treinador palmeirense: 'Enche a todos de vergonha...

Jogada 10|

A Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF), entidade que representa os técnicos de futebol em Portugal, saiu em defesa de Abel Ferreira, do Palmeiras.Em comunicado, a ANTF não poupou críticas ao diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, que fez insultos ao treinador alviverde após o Choque-Rei que terminou com empate por 1 a 1 no último domingo

Foto: Reprodução redes Sociais
Foto: Reprodução redes Sociais Foto: Reprodução redes Sociais (Jogada 10)

“Assistimos a um episódio ofensivo, discriminatório e xenófobo, com o qual a ANTF não pode aceitar e, muito menos, compactuar, dada a repulsa e a repugnância que merece. Manifestações de discriminação e xenofobia, portanto, não podem ter lugar na sociedade, devendo ser julgadas e severamente punidas pelos tribunais”, escreveu a organização.

A ANTF também destacou que oas falas de Belmonte “enchem a todos de vergonha”.

“É convicção da ANTF que a maior parte dos torcedores não se revê nos insultos daquele dirigente do São Paulo, que enchem de vergonha todos quantos lutam por uma sociedade mais justa e tolerante, motivo pelo qual, entendemos que todos os agentes desportivos e, em particular, os seus dirigentes, têm de actuar de forma a que episódios como este não se repitam, a bem do futebol. Esta é uma luta que não tem nacionalidade”, acrescentou.

Publicidade

Ao tomar conhecimento do ocorrido, aliás, o Palmeiras se pronunciou na última segunda-feira em repúdio ao discurso. Disse, ainda, que está “em análise quanto às medidas judiciais cabíveis em face do diretor do São Paulo e para proteger Abel Ferreira.

Confira o comunicado da ANTF

“Ao tomar conhecimento dos insultos proferidos pelo diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, ao treinador Abel Ferreira, não pode esta Associação Nacional dos Treinadores de Futebol, portanto, ficar indiferente aos mesmos.

Publicidade

Com o sucedido que nada tem a ver com futebol, com os seus princípios e, muito menos, com o desporto, sendo antes a sua negação frontal e plena, ocorrido na última noite, à saída do Estádio do Morumbis, assistimos a um episódio ofensivo, discriminatório e xenófobo. Com o qual a ANTF, aliás, não pode aceitar e, muito menos, compactuar, dada a repulsa e a repugnância que merece!

É convicção da ANTF que a maior parte dos adeptos não se revê nos insultos daquele dirigente do São Paulo. Que enchem de vergonha, aliás, todos quantos lutam por uma sociedade mais justa e tolerante, motivo pelo qual, entendemos que todos os agentes desportivos e, em particular, os seus dirigentes, têm de actuar de forma a que episódios como este não se repitam, a bem do futebol. Esta, portanto, é uma luta que não tem nacionalidade!

Publicidade

A ANTF acredita que as manifestações de discriminação e xenofobia não podem ter lugar na nossa sociedade, devendo ser julgadas e severamente punidas pelos tribunais!

Por fim, não pode esta ANTF deixar de se colocar inequivocamente ao lado do seu Associado e Treinador Abel Ferreira, a quem, desde já, endereça a nossa mais profunda solidariedade.”

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.