Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Árbitro explica expulsão de Hulk e outras confusões durante Atlético x Palmeiras

Rodrigo José Pereira de Lima expulsou dois jogadores do Galo e relatou objetos e líquidos arremessados, além de cusparada durante o...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Pedro Souza/Atlético

A partida entre Atlético-MG x Palmeiras, nesta segunda-feira (17), na Arena MRV, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, foi muito mais além da goleada do Verdão por 4 a 0. Afinal, o jogo ficou marcado pela expulsão do atacante Hulk ainda no primeiro tempo. O lance gerou muita revolta dos jogadores do Galo, que protestaram bastante contra a arbitragem do árbitro Rodrigo José Pereira de Lima.

Na súmula da partida, o árbitro explica que aplicou dois cartões amarelos para Hulk após o jogador: “Desaprovar com palavras ou gestos as decisões da arbitragem”.

“Aos 31 minutos do primeiro tempo, expulsei do campo de jogo com a aplicação do segundo cartão amarelo o Sr. Givanildo Vieira Souza, n°07 da equipe do Atlético Mineiro SAF, após receber cartão amarelo por reclamação, o mesmo partiu em minha direção de maneira acintosa, ficando face a face comigo e gritando de forma desrespeitosa as seguintes palavras: ‘Me diz o porquê do cartão, me diz o porquê’. Após ter sido expulso o mesmo empurra meu rosto com o dedo indicador de forma ofensiva e se negando a sair do campo de jogo. Quando o jogador decidiu deixar o campo de jogo proferiu a seguinte frase em direção ao árbitro: ‘Filho da p***’. Com isso, a partida ficou paralisada por 03 minutos”, diz a súmula.

O lance é uma disputa de bola do atacante com Zé Rafael e Murilo no meio de campo. Hulk cai, e o árbitro marca falta para o Atlético. Entretanto, o atacante se levanta parecendo reclamar de algo e leva o primeiro amarelo. Contudo, ele segue falando com o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima e leva o segundo amarelo, sendo expulso.

Publicidade

Árbitro relata mais confusões após a partida entre Atlético-MG x Palmeiras

Aliás, Rodrigo José Pereira de Lima relatou outras confusões na Arena MRV. Como por exemplo, o presidente do Galo. Afinal, Sérgio Coelho proferiu palavras grosseiras no intervalo e também ao final da partida, como “você não pisa mais aqui’.

Publicidade

Além disso, o árbitro também registrou a situação envolvendo o atacante Paulinho, do Atlético. Ele acabou expulso após o apito final, em confusão com Marcos Rocha. No documento, o juiz cita que o camisa 10 do Galo acertou um chute no braço do palmeirense.

Por fim, o juiz citou vários copos, objetos e cusparadas que foram arremessadas da torcida do Atlético-MG, próximo as túnel campo de jogo.

“Após o término da partida, quando a arbitragem se dirigia ao vestiário, na proximidade do túnel, foram arremessados vários copos plásticos com líquidos na equipe de arbitragem, atingindo o assistente de n° 02 francisco chaves na cabeça e o quarto árbitro bruno Vasconcelos no braço. Informo que todos os copos com líquidos, objetos e cusparadas arremessadas citados acima foram provenientes da arquibancada onde se encontravam torcedores do Atlético-MG.”, diz um trecho da súmula.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.