Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Árbitras brasileiras vão fazer história na Copa América

Pela primeira vez, arbitragem será 100% feminina num jogo da Copa América e duas brasileiras estão no trio para Bolívia X Panamá

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Cesar Greco/Palmeiras

As árbitras brasileiras Edina Alves e Neuza Back vão fazer história na Copa América. Afinal, elas fazem parte do trio de mulheres designado para a partida entre Bolívia e Panamá, nesta segunda-feira (1/7), nos Estados Unidos. Pela primeira vez, a arbitragem de uma partida de Copa América será 100% feminina.

A paranaense Edina Alves, de 44 anos, vai apitar o jogo, tendo como assistentes a catarinense Neuza Back e a colombiana Mary Blanco.

A semente para a convocação à Copa América foi plantada ao longo das carreiras das árbitras brasileiras, que, a partir da experiência em campo e da confiança conquistada, levaram a pioneirismos relevantes. Afinal, elas também estavam presentes no primeiro jogo com arbitragem 100% feminina da Copa Libertadores. Foi em 2001, entre Defensa Y Justicia X Independiente del Valle. Além disso, Edina e Neuza fizeram parte do primeiro trio de mulheres numa competição masculina da Fifa. Assim, elas atuaram no Mundial de Clubes do Qatar.

Copa América é nova conquista

Publicidade

Nascida em Goioerê, cidade de 28 mil habitantes a 567 km de Curitiba, Edina chegou a jogar basquete como ala armadora antes de partir para a arbitragem. Ela fez o curso em 1999 e também formou-se em Educação Física em 2001. Faz parte do quadro da CBF desde 2007.

Já Neuza é catarinense da cidade de Saudades, que tem cerca de 10 mil habitantes, a 650 km de Florianópolis.  Formada em Educação Física, ela estreou como árbitra em uma partida da Série C em 2009.

Publicidade

A ampliação da presença de mulheres na arbitragem das competições é um compromisso que a Conmebol assumiu em 2016. As árbitras vinculadas à entidade fazem cursos e participam de workshops para aprimoramento.

Ao lado de Edina e Neuza, estará a árbitra colombiana Mary Blanco, que terá pela segunda vez a chance de atuar num jogo de competição masculina. Afinal, ela esteve na Libertadores.

Publicidade

O jogo entre Bolívia e Panamá será no Orlando City Stadium, nesta segunda-feira (1/7), às 22h (de Brasília).

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.