Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Arana vibra com convocação: “Orgulho gigante”

Destaque do Atlético-MG e campeão olímpico no Japão, lateral Guilherme Arana foi convocado pela sétima vez para a seleção principal...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Pedro Souza / Atlético

Após ser convocado por Dorival Júnior para representar o Brasil na  Copa América e nos dois amistosos preparatórios, o lateral-esquerdo Guilherme Arana mostrou felicidade e orgulho com a lembrança. Além disso, ele comparou a convocação à primeira vez dele pela Seleção Brasileira.

“É sempre um orgulho gigante representar o Brasil. Sempre disse que defender o meu país era um sonho de criança e toda vez que tenho a oportunidade de realizar fico muito feliz e honrado. Estava ansioso e quando escutei o meu nome na convocação foi uma sensação boa demais. Era como se tivesse sido a a primeira vez.

O lateral da Seleção Brasileira e do Atlético-MG, inclusive, elencou muitas pessoas como fundamentais para que ele tivesse essa convocação de Dorival Júnior. Na Copa América, ele disputará posição com Wendell, do Porto.

“Agradeço ao professor Dorival e à toda a comissão técnica, que está iniciando o trabalho na seleção, por confiar em mim. E não posso deixar de agradecer à minha esposa, aos meus filhos, meus pais, familiares, amigos e, claro, aos meus companheiros de clube e profissionais que nos ajudam, diariamente, aqui no Atlético. Todos são responsáveis por esse momento e gostaria de dividir a minha felicidade com eles”, acrescentou Arana.

Publicidade

Histórico de Arana na Seleção Brasileira

Essa é a sétima vez que Arana é chamado para defender a seleção principal e a primeira sob o comando de Dorival. Além disso, em 2021, sagrou-se campeão olímpico, nas Olimpíadas do Japão. Ele já disputou seis partidas pela seleção principal, além de outras 17 com as equipes de base do Brasil.

Publicidade

Em 2022, Guilherme Arane estava  cotado para disputar a Copa do Mundo do Catar, mas acabou ficando de fora devido a uma grave lesão no joelho esquerdo, que o tirou dos gramados por um longo período.

“Copa América é uma competição super tradicional e importante. Poder disputá-la é um sonho e será mais um momento marcante na minha carreira. Espero que, junto com o grupo e a comissão técnica, a gente possa trazer esse título para o Brasil. Antes, porém, teremos dois amistosos importantes e precisamos trabalhar firme para chegarmos entrosados na competição, que será duríssima”, completou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.