Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Além de Gabigol: relembre as punições de jogadores que atuaram no futebol brasileiro

Além de Gabigol: relembre as punições de jogadores que atuaram no futebol brasileiro

Jogada 10|

Acusado de tentar fraudar o exame antidoping, o atacante Gabigol, do Flamengo, foi suspenso por dois anos. Cabe recurso. Foto: Marcelo Cortes/CRF
Acusado de tentar fraudar o exame antidoping, o atacante Gabigol, do Flamengo, foi suspenso por dois anos. Cabe recurso. Foto: Marcelo Cortes/CRF Acusado de tentar fraudar o exame antidoping, o atacante Gabigol, do Flamengo, foi suspenso por dois anos. Cabe recurso. Foto: Marcelo Cortes/CRF (Jogada 10 - Galerias)
Gabigol é acusado de demorar a realização do exame e não seguir os procedimentos corretos. O caso aconteceu em abril de 2023. Foto: Divulgação/Flamengo
Gabigol é acusado de demorar a realização do exame e não seguir os procedimentos corretos. O caso aconteceu em abril de 2023. Foto: Divulgação/Flamengo Gabigol é acusado de demorar a realização do exame e não seguir os procedimentos corretos. O caso aconteceu em abril de 2023. Foto: Divulgação/Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
Gabigol é mais um jogador do futebol brasileiro a pegar gancho pesado em um caso que tem o exame antidoping no centro da discussão. No caso do atacante do Fla, não foram encotnradas substãncias proibidas. Veja outros casos a seguir. Foto: Marcelo Cortes/Flamengo
Gabigol é mais um jogador do futebol brasileiro a pegar gancho pesado em um caso que tem o exame antidoping no centro da discussão. No caso do atacante do Fla, não foram encotnradas substãncias proibidas. Veja outros casos a seguir. Foto: Marcelo Corte... Gabigol é mais um jogador do futebol brasileiro a pegar gancho pesado em um caso que tem o exame antidoping no centro da discussão. No caso do atacante do Fla, não foram encotnradas substãncias proibidas. Veja outros casos a seguir. Foto: Marcelo Cortes/Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
Guerrero: o peruano atuava no Flamengo quando foi pego no doping em partida realizada pelas Eliminatórias da Copa de 2018. A defesa havia alegado que o atacante tomou chá contaminado. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
Guerrero: o peruano atuava no Flamengo quando foi pego no doping em partida realizada pelas Eliminatórias da Copa de 2018. A defesa havia alegado que o atacante tomou chá contaminado. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo Guerrero: o peruano atuava no Flamengo quando foi pego no doping em partida realizada pelas Eliminatórias da Copa de 2018. A defesa havia alegado que o atacante tomou chá contaminado. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
Com o gancho pesado, Guerrero ficaria fora da Copa da Rússia, mas conseguiu reverter a situação e pegou apenas oito meses de suspensão. Foto: Divulgação / LDU
Com o gancho pesado, Guerrero ficaria fora da Copa da Rússia, mas conseguiu reverter a situação e pegou apenas oito meses de suspensão. Foto: Divulgação / LDU Com o gancho pesado, Guerrero ficaria fora da Copa da Rússia, mas conseguiu reverter a situação e pegou apenas oito meses de suspensão. Foto: Divulgação / LDU (Jogada 10 - Galerias)
Dodô: o artilheiro dos gols bonitos pegou 120 dias inicialmente após testar para substância femproporex, quando atuava pelo Botafogo em 2007. Reprodução/Youtube
Dodô: o artilheiro dos gols bonitos pegou 120 dias inicialmente após testar para substância femproporex, quando atuava pelo Botafogo em 2007. Reprodução/Youtube Dodô: o artilheiro dos gols bonitos pegou 120 dias inicialmente após testar para substância femproporex, quando atuava pelo Botafogo em 2007. Reprodução/Youtube (Jogada 10 - Galerias)
Porém, o caso de Dodô foi para o CAS e, em 2008, foi condenado a dois anos. Reprodução/Globo
Porém, o caso de Dodô foi para o CAS e, em 2008, foi condenado a dois anos. Reprodução/Globo Porém, o caso de Dodô foi para o CAS e, em 2008, foi condenado a dois anos. Reprodução/Globo (Jogada 10 - Galerias)
Rodrigo Moledo: o zagueiro ex-Internacional foi punido pela Conmebol no final do ano passado após testar positivo para ostarina, após partida da Libertadores. Foto: Ricardo Duarte/Internacional
Rodrigo Moledo: o zagueiro ex-Internacional foi punido pela Conmebol no final do ano passado após testar positivo para ostarina, após partida da Libertadores. Foto: Ricardo Duarte/Internacional Rodrigo Moledo: o zagueiro ex-Internacional foi punido pela Conmebol no final do ano passado após testar positivo para ostarina, após partida da Libertadores. Foto: Ricardo Duarte/Internacional (Jogada 10 - Galerias)
Apesar do gancho ser imposto por Moledo em outubro, o zagueiro já cumpria a suspensão preventivamente desde julho. Foto: Ricardo Duarte/Internacional
Apesar do gancho ser imposto por Moledo em outubro, o zagueiro já cumpria a suspensão preventivamente desde julho. Foto: Ricardo Duarte/Internacional Apesar do gancho ser imposto por Moledo em outubro, o zagueiro já cumpria a suspensão preventivamente desde julho. Foto: Ricardo Duarte/Internacional (Jogada 10 - Galerias)
Manoel: o zagueiro do Fluminense também testou positivo para ostarina, após partida pela Libertadores em 2023. FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC
Manoel: o zagueiro do Fluminense também testou positivo para ostarina, após partida pela Libertadores em 2023. FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC Manoel: o zagueiro do Fluminense também testou positivo para ostarina, após partida pela Libertadores em 2023. FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC (Jogada 10 - Galerias)
Manoel foi punido pela Conmebol e pegou gancho de oito meses. Ele retornou aos trabalhos no Tricolor em fevereiro deste ano. FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC
Manoel foi punido pela Conmebol e pegou gancho de oito meses. Ele retornou aos trabalhos no Tricolor em fevereiro deste ano. FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC Manoel foi punido pela Conmebol e pegou gancho de oito meses. Ele retornou aos trabalhos no Tricolor em fevereiro deste ano. FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC (Jogada 10 - Galerias)
Walter: ex-Fluminense, Internacional, Athletico entre outros clubes, o atacante foi flagrado no doping com remédios para emagrecer em 2018 e ficou um ano suspenso. Foto: Reprodução de TV
Walter: ex-Fluminense, Internacional, Athletico entre outros clubes, o atacante foi flagrado no doping com remédios para emagrecer em 2018 e ficou um ano suspenso. Foto: Reprodução de TV Walter: ex-Fluminense, Internacional, Athletico entre outros clubes, o atacante foi flagrado no doping com remédios para emagrecer em 2018 e ficou um ano suspenso. Foto: Reprodução de TV (Jogada 10 - Galerias)
Jobson: em 2009, o ex-atacante do Botafogo admitiu ter usado cocaína e foi suspenso por dois anos. Sua pena foi diminuida para seis meses. Foto: Vitor Silva / SS Press
Jobson: em 2009, o ex-atacante do Botafogo admitiu ter usado cocaína e foi suspenso por dois anos. Sua pena foi diminuida para seis meses. Foto: Vitor Silva / SS Press Jobson: em 2009, o ex-atacante do Botafogo admitiu ter usado cocaína e foi suspenso por dois anos. Sua pena foi diminuida para seis meses. Foto: Vitor Silva / SS Press (Jogada 10 - Galerias)
Seis anos depois, Jobson foi suspenso por quatro anos pela Fifa após se recusar a fazer o exame antidoping na Arábia Saudita. Foto: Vitor Silva / SS Press
Seis anos depois, Jobson foi suspenso por quatro anos pela Fifa após se recusar a fazer o exame antidoping na Arábia Saudita. Foto: Vitor Silva / SS Press Seis anos depois, Jobson foi suspenso por quatro anos pela Fifa após se recusar a fazer o exame antidoping na Arábia Saudita. Foto: Vitor Silva / SS Press (Jogada 10 - Galerias)
Carlos Alberto: ele realizou exame em 2013, quando defendia o Vasco, e testou positivo para substâncias hidroclorotiazida e carboxi-tamoxifeno, com suspensão de um ano. Foto: Vitor Silva / SS Press
Carlos Alberto: ele realizou exame em 2013, quando defendia o Vasco, e testou positivo para substâncias hidroclorotiazida e carboxi-tamoxifeno, com suspensão de um ano. Foto: Vitor Silva / SS Press Carlos Alberto: ele realizou exame em 2013, quando defendia o Vasco, e testou positivo para substâncias hidroclorotiazida e carboxi-tamoxifeno, com suspensão de um ano. Foto: Vitor Silva / SS Press (Jogada 10 - Galerias)
Miranda: o zagueiro estava no Vasco quando foi pego no exame para uma substância diurética proibida, após partida da Sul-Americana. A pena foi de 10 meses. Foto: Rafael Ribeiro/Vasco da Gama
Miranda: o zagueiro estava no Vasco quando foi pego no exame para uma substância diurética proibida, após partida da Sul-Americana. A pena foi de 10 meses. Foto: Rafael Ribeiro/Vasco da Gama Miranda: o zagueiro estava no Vasco quando foi pego no exame para uma substância diurética proibida, após partida da Sul-Americana. A pena foi de 10 meses. Foto: Rafael Ribeiro/Vasco da Gama (Jogada 10 - Galerias)
Romário: o Baixinho foi suspenso por 4 meses, mas ficou 3 meses sem jogar após testar positivo para substância encontrada em remédios para calvície. Foto: Divulgação Vasco da Gama
Romário: o Baixinho foi suspenso por 4 meses, mas ficou 3 meses sem jogar após testar positivo para substância encontrada em remédios para calvície. Foto: Divulgação Vasco da Gama Romário: o Baixinho foi suspenso por 4 meses, mas ficou 3 meses sem jogar após testar positivo para substância encontrada em remédios para calvície. Foto: Divulgação Vasco da Gama (Jogada 10 - Galerias)
O caso correu em 2007, quando Romário defendia o Vasco. Atualmente ele é senador pelo Rio. Foto: José Cruz/Agência Brasil
O caso correu em 2007, quando Romário defendia o Vasco. Atualmente ele é senador pelo Rio. Foto: José Cruz/Agência Brasil O caso correu em 2007, quando Romário defendia o Vasco. Atualmente ele é senador pelo Rio. Foto: José Cruz/Agência Brasil (Jogada 10 - Galerias)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.