Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Al Ahly bate Esperánce e é campeão africano mais uma vez

Vitória por 1 a 0 na volta da final, no Cairo, leva o gigante egípcio ao seu 12º título de Champions africana

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto:  Khaled Desouki/AFP via Getty Images

Maior campeão africano (é o time do século no continente) o Al Alhy mais uma vez conquistou a Champions da África. O caneco veio neste sábado, quando o time egípcio bateu o Esperánce, da Tunísia (outro gigante continental) por 1 a 0. O gol que definiu o jogo saiu logo no início, aos quatro minutos e foi contra, de Aholou. Como o jogo de ida, em Túnis, terminou 0 a 0, o resultado, apesar de magro, garantiu o título, para festa da torcida que lotou o Estádio Internacional do Cairo.

O Ahly, que conta cerca de 70% dos aficcionados em seu país e tem a fama de ter uma das quatro maiores torcidas do mundo (com Flamengo, América do México e Chivas, também do México) já ganhou a Champions 12 vezes e é o seu maior campeão. Também levou  em 1982, 1987, 2001, 2005, 2006, 2008, 2012, 2013, 2019/20, 2020/21 e 2022/23. O Esperánce tentava o penta (ganhou em 1994, 2011, 2018 e 2018/19). Ambas as equipes já estão classificadas para o Mundial de Clubes de 2025.

Gol-relâmpago para o Al-Ahly

Após o equilibrado duelo da ida e o empate em 0 a 0, era de se esperar um jogo equilibrado, o que realmente aconteceu. Mas o gol logo aos quatro  minutos, que saiu após escanteio pela esquerda e confusão na área que acabou com Aholou fazendo contra, deixou o time da casa em vantagem. Isso fez o Ahly jogar de forma mais cautelosa. Assim, a bola ficou mais tempo com o Esperánce (60%). Contudo, os visitantes tinham dificuldade para arranjar espaços e chutar (foram cinco finalizações e apenas uma na diração do gol.

Publicidade

Nem mesmo o brasileiro Yan Sasse (ex-Coritiba e Vasco) conseguia achar espaços para os tunisinos, que se emoatasse o jogo em 1 a 1 seria campeão (gol fora de casa0. Já o Ahly chutou mais (11 vezes) e uma delas quase gerou o segundo gol, foi na trave, na reta final. Mas não rolo mais gol e isso bastou para o Ahly fazer a festa dos quase 50 milhões de torcedores.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.