Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Abel Ferreira completa três anos de Palmeiras

Português foi anunciado como novo treinador do Verdão em 2020 e, três anos depois, desponta como o maior técnico da história do clube...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Cesar Greco/Palmeiras
Foto: Cesar Greco/Palmeiras

No dia 30 de outubro de 2020, o Palmeiras anunciava o desconhecido Abel Ferreira como novo treinador da equipe. O português chegava após passagem pelo PAOK, da Grécia, com a missão de substituir Vanderlei Luxemburgo. Três anos depois, o técnico se tornou um dos maiores, senão o maior treinador da história do Verdão.

Afinal, são oito títulos nestes três anos. Duas Libertadores, um Brasileiro, uma Copa do Brasil, dois Paulistas, uma Recopa Sul-Americana e uma Supercopa. Além disso, em 217 jogos, foram 125 vitórias, empates e 42 derrotas, com 361 gols marcados e 170 sofridos. Sem contar os inúmeros resultados positivos contra rivais e decisões de mata-mata.

O casamento entre Abel e Palmeiras deu tão certo que ele tem contrato com o Palmeiras até 2024 e pode completar quatro anos de Verdão, tempo incomum no país pentacampeão mundial. Aliás, a presidente do clube, Leila Pereira, já disse, publicamente, que o português será o treinador da equipe enquanto ela for a mandatária.

A presidente já disse que, se conseguir a reeleição, tentará manter Abel no Verdão por mais três anos, até 2027. Ele, porém, já declarou que deseja tirar um ano sabático em 2025.

Publicidade

Aliás, o último técnico que ficou três anos no Palmeiras foi Luiz Felipe Scolari. Na ocasião, o treinador ficou entre 1997 a 2000 no comando do Verdão, conquistando também uma Libertadores, uma Copa do Brasil e uma Copa Mercosul. Abel já ultrapassou Felipão nos números, mostrando sua importância na história palestrina.

Abel também teve crises e polêmicas no Palmeiras

Contudo, nem tudo foram flores para Abel Ferreira no Palmeiras. Afinal, o treinador colecionou polêmicas durante estes três anos, inúmeros cartões e expulsões, além de brigas com jogadores e treinadores de outros clubes. Aliás, no começo da trajetória, o português passou por uma crise e teve sua cabeça pedida pela torcida. A crise, entretanto, acabou abafada com um segundo título da Libertadores.

Publicidade

Recentemente, o Verdão também passou por uma crise ao ser eliminado na Libertadores para o Boca Juniors e para o São Paulo, na Copa do Brasil. Contudo, a pressão caiu mais em cima da diretoria do que no treinador, que conseguiu, novamente, inverter o mal momento, com três vitórias seguidas no Brasileiro.

O fato é que o técnico conseguiu o apoio incondicional de quem mais precisava: da exigente torcida palmeirense.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.