Jogada 10 A maior roubada: Jogador assume frustração no futebol da Arábia

A maior roubada: Jogador assume frustração no futebol da Arábia

Zagueiro Aymeric Laporte, ex-City, atual Al-Nassr, é o primeiro craque europeu a falar publicamente da insatisfação de atletas na Arábia...

Jogada 10
Reprodução de vídeo-Divulgação Al-Nassr

Reprodução de vídeo-Divulgação Al-Nassr

Jogada 10

O zagueiro Aymeric Laporte, que jogava no Manchester City e migrou para o Al-Nassr, afirmou publicamente que há “muitos jogadores insatisfeitos” no futebol árabe. O que o mundo já havia percebido ganhou repercussão com as declarações do atleta de 29 anos que nasceu na França (mas tem  nacionalidade espanhola) e atuou no clube inglês por 5 anos, até seguir para a Arábia Saudita.

O zagueirão de 1,91 metro disse ao jornal ‘As’ que “falta seriedade” aos dirigentes sauditas. Afinal, segundo ele, os acordos nem sempre ficam valendo.  O jogador reconheceu que, embora ainda não seja o momento oportuno, poderá sair do clube futuramente, se nada mudar.

“Você negocia uma coisa, eles assinam e depois não aceitam mais. É uma decepção”, disse.

Laporte acrescentou que na Arábia os dirigentes, aparentemente, só pensam no aspecto financeiro.

“Não se preocupam com (mais) nada. Na Europa cuidam mais de você”, afirmou.

Trânsito pesado também incomoda na Arábia

Aymeric Laporte destacou que, para ele, diferentemente, o dinheiro não é o único foco. Assim, ele também demonstrou aborrecimento com a vida cotidiana que esperava ter na Arábia. Ele contou que a capital do país, Riad, tem muito tumulto na área urbana, o que afeta a qualidade de vida. Apesar disso, elogiou os centros comerciais da cidade, que “são espetaculares”. Ainda assim, o balanço é negativo.

“Riad tem trânsito muito intenso, passo três horas por dia dentro do carro. É muito tempo perdido. Muito desgastante”, reclamou.

Aymeric Laporte começou a carreira na base do Bayonne, na França.  Em julho de 2010, aos 16 anos, ele seguiu para o Bilbao, na Espanha; depois foi para o Baskonia e voltou para o Bilbao, até partir para a Inglaterra, para atuar no Manchester City, em janeiro de 2018. Ele está no Al-Nassr desde agosto de 2023.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas