Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

João Fonseca conquista o US Open juvenil e alcança topo do ranking

Carioca de 17 anos se torna o terceiro brasileiro a alcançar um título de simples da categoria em um Grand Slam

Esportes|Do R7


João Fonseca conquistou US Open de virada
João Fonseca conquistou US Open de virada

O Brasil está mais uma vez no topo do tênis mundial. João Fonseca, de apenas 17 anos, venceu, neste sábado (9), o título juvenil do US Open, ao derrotar o americano Learner Tien por 2 a sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4 e 6/3 . Com o título, o carioca assume a primeira colocação do ranking da sua categoria.

O resultado faz de João o terceiro brasileiro a conquistar um Grand Slam na categoria juvenil. Antes dele, Thiago Wild (US Open de 2018) e Tiago Fernandes (Aberto da Austrália de 2010) foram campeões na chave de simples.

O jogo foi atrasado por quase cinco horas devido às más condições climáticas. Mas isso não impediu o brasileiro de brilhar. Ele já havia superado as adversidades do tempo nas semis, quando superou Federico Cina por 2 sets a 1, em uma partida que ficou marcada por suas interrupções.

Compartilhe no WhatsApp

Publicidade

Compartilhe no Telegram

A partida não foi fácil. Contando com o apoio da torcida e jogando "em casa", Learner Tien foi melhor no primeiro set e não teve dificuldade para fechar em 6/4. A partir do segundo, João superou uma adversidade no começou e conseguiu crescer no fim. Apesar de uma "troca de quebras" no meio da parcial, o brasileiro foi efetivo no momento certo e venceu por 6/4 e forçou o desempate.

Publicidade

No terceiro set, Tien foi dominante no início. Conseguindo controlar o ímpeto do brasileiro e aproveitando dos erros de João na rede, o tenista dos Estados Unidos abriu 2 a 0. Na sequência, com as costas na parede, Fonseca ressurgiu. Vencendo cinco games seguidos, o brasileiro virou e venceu por 6/3

O Brasil tem títulos nas duplas com Guga Kuerten (Roland Garros 1994), Felipe Meligeni (US Open 2016), Marcelo Zormann Orlando Luz (Wimbledon 2014) e Matheus Pucinelli (Roland Garros de 2019).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.