Esportes Irmão do dono do PSG posta indireta para Pochettino após substituição de Messi

Irmão do dono do PSG posta indireta para Pochettino após substituição de Messi

Messi sempre disse no Barcelona que prefere entrar no decorrer dos jogos a ser substituído no "momento de decisão". Em seu terceiro jogo no Paris Saint-Germain, diante do Lyon, no Parque dos Príncipes, ele acabou sacado por Maurício Pochettino justamente quando restavam 15 minutos para acabar, com 1 a 1 no placar, e depois de responder ao técnico que "estava bem". A opção do comandante surpreendeu muita gente e revoltou o irmão do dono do clube, que postou uma indireta sugerindo a volta do técnico para Londres, onde dirigiu o Tottenham.

Mohamed Khalifa bin Al Thani, irmão do Emir do Catar e dono do PSG, Tamim bin Hamad Al Thani, não quis saber de preservar Pochettino e mandou um "Londres é uma cidade linda, você conhece"... Os árabes investem uma fortuna para o PSG ganhar tudo e não querem ver estrelas, como Messi, contrariadas.

A mensagem no Twitter de Mohamed Khalifa é um ultimato para Pochettino. Messi saiu de campo visivelmente irritado ao ser substituído pelo lateral-direito Hakimi e sequer quis cumprimentar o treinador que esticou a mão em sua direção. O camisa 30 fez careta e foi para o banco, bravo.

A substituição surpreendeu até os demais reservas do PSG, que pareciam tentar acalmar Messi no banco logo após ele não esconder sua ira. Era o primeiro jogo do astro como titular em Paris e ele queria presentear a torcida com a vitória e seu primeiro gol na nova casa.

Pochettino tentou explicar a troca e minimizou a revolta de Messi, em sua visão ainda sem condições de atuar os 90 minutos. "Aqui todos sabem que o PSG tem grandes jogadores e um plantel grande, com 35 membros, mas não se pode jogar com mais de 11", afirmou o treinador. "É por isso que sempre penso no que é melhor para cada jogo e para cada jogador, como fazem todos os treinadores. Por mais que seja óbvio, estamos aqui para tomar decisões que às vezes podemos gostar e às vezes não."

Pesou contra Pochettino, porém, o fato de ter perguntado ao compatriota seu estado físico em campo. Ao dizer que estava bem, Messi acreditava que ficaria até o fim. O treinador ainda disse para o meia "ficar bem e tranquilo". Mas logo a seguir o tirou do jogo.

Últimas