Inter reduz salários do elenco em 25% e diz que medida evitará novas demissões

O Internacional anunciou nesta quarta-feira que acertou a redução dos salários do elenco em 25% durante o período da pandemia do coronavírus. A definição sobre os cortes nos vencimentos foi acertado durante uma reunião entre os atletas e a diretoria no período da manhã.

No comunicado em que anunciou a redução salarial, inserida na Medida Provisória 936 do governo federal, que permite a adoção desse tipo de acordo, o Inter lembra que esta foi a segunda vez que o elenco aceitou a diminuição do valor a ser recebido no período em que os campeonatos estão paralisados - anteriormente, os jogadores aceitaram não receber os direitos de imagem por três meses. E ainda apontou que "tal medida evitará suspensões de contrato e novas demissões neste momento."

O Inter ainda apontou que o corte salarial de 25% também foi realizado no seu quadro de funcionários, que vai reduzir a carga horária do mesmo modo. Mas afirma que profissionais que recebem menos não terão seus valores reduzidos.

Anteriormente, o Inter estimou que a crise do coronavírus provocaria perda de receitas de até R$ 100 milhões. Por isso, vem buscando reduzir suas despesas neste ano em 30% - cerca de R$ 110 milhões do que estava previsto no seu orçamento.

Na semana passada, inclusive, o Inter comunicou a demissão de 8% do seu quadro de funcionários. Anteriormente, havia encerrado as atividades do time B e realizado cortes na comissão técnica de Eduardo Coudet e nas categorias de base.