Incerteza da pandemia preocupa mais Autuori do que estreia diante do Bragantino

O Botafogo estreia no Campeonato Brasileiro contra o Red Bull Bragantino, nesta quarta-feira, às 19h15, em Bragança Paulista, em jogo válido pela segunda rodada, mas a maior preocupação do técnico Paulo Autuori, na véspera do jogo, é a incerteza provocada pela pandemia do novo coronavírus.

"O calendário brasileiro já é complicado por natureza. Em um ano atípico, as dificuldades serão acrescidas. Já iniciamos com essas dificuldades criando problemas para alguns clubes", disse à Botafogo TV. "Não sei como vai ser (campeonato com protocolo e sem torcida). Assim como não sei qual é a realidade desse vírus. E ninguém sabe. A segunda onda está aparecendo em alguns países de primeiro mundo que achávamos que já estaria controlado, como Alemanha e França."

Apesar dos problemas, Autuori, que se recupera de uma cirurgia no ombro direito, mostra otimismo com relação à participação do alvinegro carioca na competição. "Estamos confiantes. Somos pragmáticos com a nossa realidade, não vamos entrar em euforia e nem em desespero. Nos preparamos da melhor maneira possível, mesmo com os problemas da pandemia. Mais do que uma equipe, estamos construindo um grupo."

Na construção deste elenco, coragem é algo que o treinador considera ideal para que o sucesso seja alcançado. "Temos que ser leais ao jogo que queremos jogar. Não dá para jogar com 'time A'" e renunciar algumas ideias que temos porque o time, teoricamente, é mais forte. Não podemos temer ninguém, precisamos de coragem para colocar em prática o que fazemos nos treinos. Todos queremos ganhar."

O Botafogo viajou nesta terça-feira à tarde para Bragança Paulista, após o treino realizado na parte da manhã, no Engenhão.