Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Grêmio se diz vítima e garante que mandará jogos na Arena, mesmo com penhora da Justiça

|Do R7


Um dia após a juiz Adriana Cardoso dos Reis determinar a penhora da Arena do Grêmio por causa de débitos com os bancos Santander, Banrisul e Banco do Brasil, o clube emitiu uma nota paras tranquilizar se4u torcedores e garantir que no papel de vítima, seguirá mandando seus jogos no estádio até que tudo se resolve.

De acordo com dirigentes do Grêmio, a dívida pertence à administradora do estádio, a Arena Porto Alegrense, e sua parceira, a Karagounis, um fundo de investimentos imobiliários. também vítima no processo, o clube não acha justo ter de perder sua casa nas competições.

"O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense vem a público se manifestar sobre a decisão proferida pela Justiça Estadual de São Paulo com relação à penhora da Arena. O clube informa que este é um assunto que vem sendo acompanhado de perto pela atual gestão, por advogados internos e externos designados para tratarem especificamente sobre o assunto. É importante frisar que o Grêmio não é parte neste processo e que tem direito de receber a Arena livre e desembaraçada de quaisquer ônus", afirmou o Grêmio.

"Com isso, o clube, por meio da presente nota, visa tranquilizar a sua torcida que continuará como mandante de seus jogos no estádio", disse. "O tema seguirá merecendo a melhor da nossa atenção e, quando oportuno, a instituição poderá, eventualmente, trazer novas informações aos nossos torcedores."

Os bancos são financiadores da Arena Grêmio e acionaram a justiça para receber um valor atualizado de R$ 226 milhões. O investimento inicial foi de R$ 210 milhões e a concessionária só quitou R$ 66 mi até então. Com contrato de uso da Arena até 2023, o Grêmio garante que não abandonará o estádio mesmo com a penhora.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.