Esportes Gabriel Menino culpa falhas defensivas e arbitragem por derrota do Palmeiras

Gabriel Menino culpa falhas defensivas e arbitragem por derrota do Palmeiras

No primeiro confronto direto pela liderança do Brasileirão, o Atlético-MG levou a melhor sobre o Palmeiras. A vitória por 2 a 0, no Mineirão, em Belo Horizonte, confirmou o time comandado pelo técnico Cuca como o líder isolado do torneio, com 37 pontos, cinco a mais do que a equipe paulista, que se firma na vice-liderança.

Na saída do campo, Gabriel Menino, que voltou ao Palmeiras depois de conquistar a medalha de ouro na Olimpíada de Tóquio, disse, em tom de frustração, que os erros no sistema defensivo foram cruciais para o resultado negativo.

"Acho que foi um jogo de líder contra vice-líder. A gente falhou defensivamente, não cumprimos o que treinamos. Agora é pensar na Libertadores que tem mais uma decisão pela frente", afirmou o jovem de 20 anos, uma das promessas do atual elenco palmeirense.

O lateral também reclamou da expulsão controversa de Patrick de Paula no primeiro tempo. Ele recebeu o segundo amarelo após escorregar e atingir Jair. O fato curioso é que o árbitro não havia sequer marcado a falta, mas foi aconselhado pelo auxiliar e resolveu mostrar o vermelho para o palmeirense. "O árbitro nos prejudicou um pouco, mas agora é pensar na Libertadores", reclamou Gabriel Menino.

Savarino, autor dos dois gols da noite deste sábado, estava livre de marcação no primeiro e, no segundo, a bola passou pela área sem intervenção de nenhum jogador do Palmeiras até cair no pé novamente do venezuelano, que ganhou dividida de Weverton para decretar a vitória ao Atlético.

Na próxima rodada, o Atlético-MG encara o Fluminense fora de casa e o Palmeiras recebe no Allianz Parque o Cuiabá, em partidas válidas pela 17ª rodada. Antes, ambas as equipes jogarão pelos duelos de volta nas quartas de final da Libertadores contra River Plate e São Paulo, respectivamente.

Últimas