Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Vítor Pereira vive crise no Flamengo com vaias e fracasso triplo em dois meses

Depois do vice na Supercopa do Brasil e derrota na semifinal no Mundial, português acumula mais um fracasso com vice na Recopa

Futebol|Do R7

Vítor Pereira não vive um bom momento no Flamengo
Vítor Pereira não vive um bom momento no Flamengo Vítor Pereira não vive um bom momento no Flamengo

Vice na Supercopa do Brasil, eliminação no Mundial de Clubes da Fifa e, agora, derrota nos pênaltis na final da Recopa Sul-Americana dentro do Maracanã. Com apenas dois meses de trabalho, Vítor Pereira já enfrenta severa crise no Flamengo por não corresponder às expectativas e perder as taças almejadas pelo clube no início da temporada.

Vaiado, o técnico português não escondeu o abatimento após o revés para o Independiente Del Valle, nesta terça-feira (28), mas mostrou confiança no trabalho. Nem o craque do time, Arrascaeta, escapou das vaias dos 71 mil torcedores que estiveram no estádio para lamentar mais um fracasso.

"Nós não deveríamos ter começado dessa forma. Deveríamos ter começado com títulos, mas é um trabalho que está no início", disse Vítor Pereira, em coletiva de imprensa. "É um trabalho que está no início, não é como começa, e sim como acaba. Acredito que essa equipe vai dar muita alegria aos torcedores, vai jogar um futebol consistente, de qualidade. Com espírito de grupo, alinhados com a torcida. Estamos tristes e frustrados com o resultado."

Com três decisões logo no início de 2023, a diretoria do Flamengo apostou alto ao sacar Dorival Júnior, campeão da Libertadores e da Copa do Brasil — em cima de Vítor Pereira — com os cariocas no ano anterior, para contratar o português, que um mês antes deixou o Corinthians de maneira conturbada. Apesar da liderança no Estadual, o desempenho rubro-negro ficou abaixo nos jogo mais importantes do ano até aqui.

Publicidade

O Flamengo levou oito gols e marcou seis nos jogos-chave, o que detonou a crise contra Vítor Pereira. O time amargou maus resultados contra Palmeiras, Al-Hilal e Del Valle. O português começou a treinar a equipe para as finais em novembro, intercalando com a disputa do Cariocão em janeiro e fevereiro. Apesar do volume ofensivo, o Fla demonstrou ainda estar desajustado na construção de jogadas. A saída de João Gomes pode explicar a falta de combatividade no meio-campo.

"Estamos a trabalhar de uma forma consistente. A equipe hoje teve muitos momentos dessa consistência. Por esse caminho que vamos continuar a seguir. Ainda há muitos títulos a disputar nessa temporada, que é muito longa. A equipe vai dar a resposta", disse Vítor.

Publicidade

As três competições disputadas e fracassadas vieram por causa do desempenho da equipe no ano passado. Nesta temporada, o Flamengo tem o Estadual para encaminhar sua primeira conquista. Mas é fato que o torcedor rubro-negro condena o time neste momento. Antes do gol da vitória sobre o Del Valle no tempo normal, a torcida chamou o Flamengo de "time sem vergonha".

Em 14 jogos, o Flamengo de Vítor Pereira soma nove vitórias, dois empates e três derrotas. Pelo Corinthians, o português teve sete vitórias, dois empates e cinco derrotas no mesmo número de jogos após assumir a equipe paulista. Recentemente, o atacante Róger Guedes admitiu que o elenco corintiano ficou feliz ao saber que o técnico ia deixar o clube.

Publicidade

O Flamengo disputa ainda neste ano a Libertadores, a Copa do Brasil e o Brasileirão. Nas redes sociais, flamenguistas já especulam nomes livres no mercado, como o ex-técnico da seleção brasileira Tite, para a sucessão de Vítor Pereira. O time rubro-negro joga clássico com o Vasco no domingo, às 18h10, no Maracanã, pelo Cariocão. Por ora, a diretoria não acena com a possibilidade de trocar o comando da equipe.

Reserva na Copa e fora do The Best após 17 anos: Cristiano Ronaldo vive fim de carreira melancólico

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.