Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

‘Viria de qualquer jeito’, diz Lisca sobre o Santos em apresentação

Técnico fala sobre a polêmica saída do Sport, diz ter sido segunda vez que teve convite do Peixe e garante se dedicar ‘ao máximo’

Futebol|Do Live Futebol BR

O técnico Lisca durante apresentação no Santos realizada na tarde desta quinta-feira (21)
O técnico Lisca durante apresentação no Santos realizada na tarde desta quinta-feira (21) O técnico Lisca durante apresentação no Santos realizada na tarde desta quinta-feira (21)

Apresentado pelo Santos na tarde desta quinta-feira (21), o técnico Lisca precisou também falar sobre sua tumultuada saída do Sport

"No domingo meu empresário falou sobre interesse do Santos. Legal. Mas tenho jogo na segunda-feira. Durante o jogo surgiu a notícia de que eu já estava acertado. E como a torcida do Sport gosta de mim ficou revoltada com a minha saída. Esperava que cantassem 'Fica Lisca'. Mas cantaram 'Vai lisca'. Jogaram coisas e me agrediram. Aquela confusão toda estabelecida. Tudo o que aconteceu facilitou a decisão. Mas não vou negar que eu viria de qualquer jeito".

"Lisca Doido", como é conhecido, referia-se à partida entre Sport, então clube de Lisca desde 27 de junho, e Vila Nova, na segunda-feira (18), pela série B do Campeonato Brasileiro. O confronto terminou sem gols. A torcida se revoltou com a notícia que começou a circular sobre saída de Lisca e atirou copos com água e outros objetos em sua direção.

Leia também

Sobre a entrevista coletiva que Lisca deu após o jogo do Sport, Lisca afirmou: "Neguei ali que tinha o acordo apalavrado. Não que tinha o contato [do Santos]". E disse ainda: "Não pude nem me despedir dos jogadores. Mas eles me ligaram".

Publicidade

Ele garantiu não ter mágoas mesmo após ter sido chamado de antiético pelo presidente do Sport, Yuri Romão. "Mando um beijo para ele. O Sport é gigante". 

De olho na base

Publicidade

Sobre o Santos, Lisca afirmou desejar se aproximar mais da base. "Vim para aprender com esses jovens e mostrar caminho para eles". Ele revelou, ainda, que já tinha sido procurado pelo Peixe quando estava, e continuou, à frente do América-MG.

"Pretendo ficar até o fim de 2023. Mas nossa média de permanência, de todos os treinadores, é de quatro meses. Antigamenteo ficava louco. Hoje vejo com naturalidade", emendou. "Vou dar o meu máximo".

Publicidade

Lisca chegou na quarta, viu a vitória do Peixe por 2 a 0 sobre o Botafogo, na Vila Belmiro, e comanda os treinos do Santos a partir desta quinta (21) com foco no jogo de domingo (24), às 19h, contra o Fortaleza, na Arena Castelão.

Quais as melhores torcidas de futebol? Confira o ranking de empolgação dos fãs

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.